Home Destaques

Voz que vem das ruas diz que Eliana estaciona e Lapena dispara com Rafael de Angeli na vice, diz Viana

O sociólogo e jornalista, voz forte da política, José Maria Viana, escreve sua coluna nos fins de semana. Excepcionalmente a apimentada coluna está sendo publicada neste meio de semana. Nesta edição, Viana diz que - preferência do eleitorado pelo nome de Eliana Honain estaciona e que o nome do doutor Lapena sobe ainda mais após ser anunciado ex-oficialmente Rafael de Angeli como vice. Leia e analise.

2
Eliana Honain e Cláudio Lapena, ambos da área da Saúde

JOGO MUDANDO
Continuando a crônica política de Araraquara, embora não tenhamos número para balizar os comentários das ruas e de analistas, o jogo estaria mudando e fortalecendo o candidato do PL, Claudio Lapena à Prefeitura da cidade. Em novembro do ano passado, o quadro era totalmente favorável a Eliana Honain (PT), segundo Pesquisa DataPress, em que a candidata liderava em quatro cenários pesquisados, colocando quase o dobro de intenções sobre Lapena.

A VOZ DAS RUAS
Segundo analistas e assessores experimentados em política ouvidos pela Sessão, nos contam que “a voz das ruas, no momento, fala o nome de Lapena”. Alguns deles nos falam que a coisa teria chegado ao povão. Tanto que o prefeito Edinho Silva (PT) que teria tecido pré-acordo para que Edna Martins (PSDB) apoiasse Eliana, estaria propenso a incentivar a candidatura da ex-veredora para que ela dividisse votos nas ruas facilitando o nome de sua protegida.

BRIGA DE GRANDES
Na eleição passada, a disputa foi polarizada entre Edinho e Lapena, apesar dos nanicos, com os indecisos que rejeitavam o prefeito, migrando para o seu polarizador. Este ano, com a eleição da cidade polarizada entre PL e PT, o presidente Lula se empenhará por Eliana e Jair Bolsonaro por Lapena. O ex-presidente tem ranço contra Edinho por causa da pandemia de Covid-19, quando o prefeito decretou lockdown, desafiando a política de saúde do Bozo. Boa briga!

CORRIDA A BARBIERI
Entre o final do ano passado e o início deste ano, com as correntes favoráveis a Eliana, houve intensa corrida ao escritório de Marcelo Barbieri (MDB), com pelo menos cinco nomes de algum peso político se propondo filiar-se a seu partido desejando a vaga de vice na chapa da candidata do PT. A esperteza nada republicana foi repelida com veemência por Barbieri que bateu o martelo e escolheu um nome de militante tradicional do MDB, Delorges Mano.

FORTALECENDO A DIREITA
Esses dias, o ex-vice-prefeito Coca Ferraz, tentado pelo nosso amigo Antônio Carlos Leite, a apoiar Claudio Lapena ou sair vice dele, disse na entrevista, que poderia muito bem fortalecer o lado da direita e se lançar candidato numa grande frente para derrotar a candidata de Edinho Silva. Mais um sinal de que a coisa estaria mudando para uma disputa acirrada. Lapena agora já estaria a meio caminho de apresentar seu candidato a vice, Rafael de Angeli (Rep).

‘VOTO DE COMPENSAÇÃO’
Analista experimentado nos disse num almoço, por acaso, que “em política existe o voto de compensação, aquele voto que é dado em reconhecimento ao que o candidato passou em eleições anteriores em que foi derrotado”. Esse voto seria dado agora em Lapena por ter perdido duas eleições. “É um sentimento de ressentimento coletivo por parte dos eleitores que acreditam com isso poder compensar o candidato que teria perdido injustamente”.

MISERICÓRDIA A CRISTO
O analista afirma que “uma parcela do eleitorado tem esse comportamento de compensar o perdedor de eleições passadas com o seu voto com o argumento de que agora é a sua vez”. Ele diz que “é equivalente ao sentimento de misericórdia a Cristo, após todo sofrimento a que ele foi submetido em seus momentos finais”. E cita como exemplo, a vitória de Paulo Altomani, em São Carlos, em 2012. E cito a vitória arrasadora de Roberto Massafera em 1992.

NEWTON NA FRENTE
Chega em minhas mãos os números da disputa em São Carlos, de pesquisa da Statsol, publicada pelo jornal 1ª Página, do nosso amigo Marcos Santos. Ali a dianteira do ex-prefeito Newton Lima (PT) é confortável, com 36.57%; Neto Donato, em segundo, aponta 14.76%; Júlio César (PL) tem 11.52%; Edson Ferraz (MDB), 7.05%; Mário Casale, 2.95%; Italinho Cadinali, 1.62% e Deonir Tofollo, 0.57%. Brancos e Nulos somam 14.95% e os Indecisos são 10.01%.

PT SALTO ALTO
O PT de Matão – não, o prefeito Cido Ferrari (PT), que em dezembro de 2023, em Pesquisa DataPress apontava os mesmos números que Newton Lima – está subindo no salto alto. As lideranças do partido, crentes que vencem a eleição com tranquilidade, defendem uma chapa pura da agremiação agora, rejeitando ceder o lugar de vice ao MDB como havia sido acordado antes. Até o prefeito Edinho Silva, entrou em ação como conciliador, mas eles resistem.

FAKE NEWS ESTACA ZERO
Alardeado pelo Governo, Congresso e até o Supremo Tribunal Federal (STF), o projeto de lei das Fake News volta a estaca zero na Câmara dos Deputados. O presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL), sugeriu a discussão de uma nova proposta de regulação das redes sociais. A avaliação é que o parecer do deputado Orlando Silva (PC do B-RJ) não teria votos para avançar pois visava responsabilizar as Big Techs por conteúdos criminosos publicados nas plataformas.

ATRITOS MUSK/MORAES
A mudança de rumo do projeto acontece em meio aos atritos entre o empresário Elon Musk, dono do X (ex-Twitter), e o ministro Alexandre de Moraes, do STF. O bilionário acusou Moares de censura e ameaçou descumprir ordens judiciais do país; o ministro, por sua vez, incluiu Musk em inquéritos. Segundo parlamentares, a ofensiva de Msuk, fortaleceu o discurso crítico de aliados de Jair Bolsonaro (PL) à proposta que corria entre os deputados, na Câmara.

‘CAPIM’ E ‘PERSEGUIÇÃO’
O texto foi aprovado no Senado, mas travou na Câmara há quase um ano. “Ele estava fadado, não ia a canto algum”, sentenciou Arthur Lira. Ainda com relação aos entreveros, Elon Musk, atacou fortemente Alexandre de Moraes o chamando de “ditador”. Lula criticou o empresário que “Nunca produziu um pé de capim no Brasil”! Bolsonaristas aproveitam a briga para tentar emplacar na Europa denúncia de suposta perseguição a Bolsonaro como tentaram nos EUA.

HOMENAGEM A ZIRALDO
Minhas mais festivas homenagens ao grande cartunista, escritor e jornalista ZIRALDO, morto esses dias. Um homem corajoso que enfrentou a ditadura e foi preso por ela de peito aberto, mas nunca perdia a ternura… Ria, fazia rir e era duro nas críticas sempre com muito humor. Tenho as obras do Ziraldo e acompanhava tudo que ele publicava nos jornais de quadrinhos a cartuns, textos. Fundou o Pasquim, jornal de conteúdo crítico à Ditadura, que foi deleite de estudantes, críticos, jornalistas e militantes. Jô Soares que já partiu e era seu amigo deve ter feito festa para a chegada do Ziraldo nas estrelas que é o lugar onde vai brilhar eternamente!