Início Destaques

Araraquara registra alta no saldo da balança comercial em agosto

Resultado anual, porém, revela menor atuação do município no mercado externo na comparação com 2019

15
No acumulado do ano, as exportações de Araraquara totalizaram US$ 324,59 milhões – variação de -6,3% em relação ao mesmo período do ano anterior

O saldo da balança comercial de Araraquara, apurado pela diferença entre as exportações e importações de bens, registrou superávit de US$ 34,63 milhões em agosto. De acordo com o levantamento realizado pelo Núcleo de Economia do Sincomercio Araraquara, com base nos dados divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), o resultado é 19,74% maior que o registrado em julho (US$ 28,92 milhões). Na comparação interanual, houve redução de 9,66% no saldo da balança araraquarense, com queda de US$ 3,7 milhões ante os US$ 38,34 milhões movimentados em agosto de 2019.

A melhora no saldo mensal foi derivada do aumento nas exportações do município, que encerrou agosto totalizando US$ 36,72 milhões – resultado 13,25% maior em relação aos US$ 32,42 milhões do mês anterior, mas 27,54% menor que o registrado em agosto de 2019 (US$ 50,68 milhões). Já as importações apresentaram queda nas comparações mensal e interanual: em julho de 2020, as importações totalizaram US$ 3,5 milhões (-40,37% ou US$ 1,4 milhões) e, em agosto de 2019, o município havia importado US$ 12,34 milhões (-83,08% ou US$ 10,25 milhões).

Resultados da Balança Comercial em Araraquara – Em US$ Milhões
Fonte: Secex/Mdic. Elaboração: Sincomercio Araraquara

No acumulado do ano, as exportações de Araraquara totalizaram US$ 324,59 milhões – variação de -6,3% em relação ao mesmo período do ano anterior – e as importações, US$ 31,12 milhões – queda de 32,5% na mesma comparação. Durante os oito primeiros meses de 2020, o saldo da balança comercial apresentou superávit de US$ 293,46 milhões, enquanto que no mesmo período de 2019 o resultado havia sido de US$ 300,2 milhões.

Para Marcelo Cossalter, pesquisador do Núcleo de Economia do Sincomercio, a conjuntura atual de crise econômica reduz a demanda nacional por bens estrangeiros, o que debilita as importações. Outro fator que incentiva o menor consumo de bens estrangeiros é a desvalorização do real frente ao dólar. “A taxa de câmbio constitui variável importante para o resultado da balança comercial, uma vez que a valorização do real frente ao dólar torna mais barato a compra de itens estrangeiros, ao passo que sua desvalorização, como a atual, significa o encarecimento de produtos advindos do exterior. ”

Evolução da taxa de câmbio (R$/US$) e das importações em Araraquara – jan/ago 2020
Fonte: Banco Central do Brasil/Secex/Mdic. Elaboração: Sincomercio Araraquara