Início Destaques

Desaceleração da economia mundial impacta saldo da balança comercial

Com superávit de US$ 38,4 milhões em fevereiro, valor representa uma queda de 26% frente ao saldo registrado em igual período de 2019; Pandemia de coronavírus fecha fronteiras e eleva temores de uma recessão global

16
As exportações somaram, em fevereiro de 2020, US$ 41,2 milhões

A balança comercial de Araraquara, que leva em conta as exportações e as importações realizadas com o resto do mundo, registrou superávit de US$ 38,4 milhões em fevereiro. O valor representa uma queda de 26% frente ao saldo positivo de US$ 52 bilhões obtido no mesmo período do ano passado. A redução do saldo comercial acontece em meio à desaceleração da economia mundial, processo que vem se intensificando com a expansão do novo coronavírus (COVID-19).

De acordo com levantamento realizado pelo Núcleo de Economia do Sincomercio Araraquara com base nos dados divulgados pelo Ministério do Comércio Exterior, as exportações somaram, em fevereiro de 2020, US$ 41,2 milhões, valor 26,3% menor do que o registrado no mesmo período do ano passado. As importações, por sua vez, totalizaram US$ 2,8 milhões – queda de 29,1% na comparação com fevereiro de 2019.

Variação mensal na balança comercial de Araraquara – Em US$ Milhões

Fonte: Secex/Mdic Elaboração: Sincomercio Araraquara

Em âmbito municipal, a queda tanto das exportações como das importações está relacionada, sobretudo, à pandemia de coronavírus que vem se espalhando por todos os continentes e causando perturbações nos mercados globais, nas cadeias produtivas e na atividade econômica como um todo. Nesse sentido, a retração da atividade industrial chinesa, um dos principais parceiros comerciais da cidade, vem impactando significativamente os resultados de nossa balança comercial.

Embora o número de infecções pelo Covid-19 esteja caindo na China, muitas empresas ainda seguem inativas ou com nível de produção abaixo do normal. Como consequência, há uma diminuição da importação de insumos e bens intermediários utilizados na produção industrial chinesa e redução do volume de produtos exportados da China para Araraquara.

Dentro dos itens mais exportados pelo município para a China, encontram-se os sumos de frutas (-86,7%), matérias vegetais utilizadas na alimentação animal (-18,8%) e os chamados óleos essenciais (-79,9%). Tais produtos sofreram forte queda quando comparados ao volume exportado em fevereiro de 2019, reduzindo as exportações para a China em 73%.

No mesmo período a importação de produtos chineses reduziu cerca de 32% – de R$ 947,9 mil, em fevereiro de 2019, para R$ 640,7 mil, em fevereiro de 2020. Também houve redução expressiva de 40,8% da pauta exportadora chinesa para Araraquara, de 49 para 29 produtos.

Balança Comercial Araraquara-China – Em US$ Milhões

Fonte: Secex/Mdic Elaboração: Sincomercio Araraquara