Início Destaques

Prefeitura anuncia reabertura gradual do comércio nesta segunda-feira

Prefeito Edinho, secretários, setores comerciais e Ministério Público conversaram sobre o tema nesta quinta-feira (28), após autorização do Governo do Estado para a flexibilização da quarentena

103
Reunião realizada nesta quinta na Prefeitura para discutir retomada do comércio

O prefeito Edinho, secretários municipais, representantes dos setores comerciais e do Ministério Público participaram de uma reunião nesta quinta-feira (28) para a definição dos protocolos de reabertura gradual do comércio, de bares, de restaurantes e de shoppings, conforme autorização do Governo do Estado.

A flexibilização da quarentena de enfrentamento ao novo coronavírus na região de Araraquara foi permitida pelo Plano São Paulo, mas a reabertura deverá seguir regras de distanciamento social, de higienização, limitação de capacidade de clientes e horários reduzidos. Os detalhes estão sendo finalizados para a publicação do decreto até o próximo sábado (30).

“Essa flexibilização foi possível devido aos nossos investimentos na assistência médica, como a construção do Hospital da Solidariedade, a implantação do polo de triagem na UPA da Vila Xavier e a ampla testagem de pacientes em parceria com a Unesp, entre outras medidas. Por isso, podemos agora ‘dar um respiro’ aos setores econômicos, mas sem comprometer os dados da saúde e a evolução da doença”, afirma Edinho.

“Agradeço muito aos setores econômicos e ao Ministério Público pelo diálogo frequente e pela colaboração com a Prefeitura na construção das medidas de combate ao coronavírus. Vivemos uma crise muito grande, o maior desafio que nossa geração já viveu, e é com união que vamos superar essas dificuldades”, declara o prefeito.

Representando os setores econômicos, estiveram na reunião o presidente do Sincomércio (Sindicato do Comércio Varejista de Araraquara), Antônio Deliza Neto; o presidente da Acia (Associação Comercial e Industrial de Araraquara), José Janone Júnior; o presidente do SinHoRes (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares, e Similares de Araraquara), Fernando Pacchiarotti; o superintendente do Shopping Jaraguá, Douglas Borges; e o diretor imobiliário da Panamby Empreendimentos (que administra o Shopping Jaraguá), Telmo Mendes. Por videoconferência, também participou o promotor Herivelto de Almeida, da Promotoria de Justiça de Araraquara, representando o Ministério Público.

A reunião também teve as presenças do vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto; das secretárias Eliana Honain (Saúde), Amanda Vizoná (Planejamento e Participação Popular), Juliana Agatte (Gestão e Finanças), Mariamália de Vasconcellos Augusto (Justiça e Cidadania); do secretário de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública, coronel João Alberto Nogueira Júnior; do diretor-presidente da Morada do Sol Turismo, Eventos e Participações, Manoel de Araújo Sobrinho; e do procurador-geral do Município, Rodrigo Cutiggi.

O PLANO SÃO PAULO

Dentro do plano do Governo do Estado, as 18 regiões paulistas foram classificadas de acordo com a situação de enfrentamento da doença, como a ocupação de leitos de UTI exclusivas para pacientes com Covid-19 e a evolução do número de casos.

São cinco faixas, da maior para a menor restrição: fase 1 (vermelha), fase 2 (laranja), fase 3 (amarela), fase 4 (verde) e fase 5 (azul). Nenhuma região chegou às fases 4 e 5 até o momento.

A fase 3 permite abertura de concessionárias, imobiliárias, escritórios e, com restrições, o retorno de comércio, bares, restaurantes, shoppings centers e salões de beleza. Nessa faixa, ficaram as regiões de Araraquara, Barretos, Bauru e Presidente Prudente. Aqui no município, já estavam funcionando concessionárias, imobiliárias, escritórios e salões de beleza, seguindo as normas da saúde.

Segundo o plano, as fases são determinadas pelo acompanhamento semanal da média da taxa de ocupação de leitos de UTI exclusivas para pacientes com coronavírus e o número de novas internações. Uma região só poderá passar a uma reclassificação de etapa, com restrição menor ou maior, após 14 dias.