Início Educação

Após críticas, Renato Feder declina convite para o MEC

Nome recebeu forte rejeição de apoiadores do presidente Bolsonaro

33

Após receber duras críticas de apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, especialmente da parcela evangélica dos eleitores, o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, declarou neste domingo (5) que decidiu declinar o convite feito pelo chefe do Executivo federal para chefiar o Ministério da Educação (MEC).

Sem entrar em d

“Fiquei muito honrado com o convite, que coroa o bom trabalho feito por 90 mil profissionais da Educação do Paraná. Agradeço ao presidente Jair Bolsonaro, por quem tenho grande apreço, mas declino do convite recebido. Sigo com o projeto no Paraná, desejo sorte ao presidente e uma boa gestão no Ministério da Educação” – disse.

As críticas contra Feder foram motivadas pelo fato de, segundo os apoiadores, o candidato não corresponder ao perfil ideológico apresentado pelo governo, como tinha Abraham Weintraub, por exemplo.

Entre as razões para as críticas está a estreita relação com o governador João Doria e o empresário Jorge Paulo Lemann, além da simpatia que exerce no apresentador Luciano Huck, que elogiou sua nomeação.

etalhes sobre os motivos para não aceitar o cargo, Feder falou sobre a ligação que recebeu de Bolsonaro, na última quinta-feira (2), e agradeceu o presidente pelo convite feito.