Início Destaques

Em Araraquara a Educação diz não à câmeras nas salas de aula

Secretaria avalia que a prevenção e combate ao vandalismo e à violência reclamam por ações de cunho educativo e formativo de caráter permanente

49
Em Cambé (PR) salas de aulas são monitoradas pela direção da escola

Em janeiro, o vereador Roger Mendes (Progressistas) fez a Indicação 370/2020 sugerindo um estudo detalhado para serem instaladas câmeras na entrada dos estabelecimentos escolares, nos pátios e nos corredores das salas de aula, com o objetivo de garantir a integridade e a segurança dos alunos, professores e outros servidores das escolas públicas municipais.

De acordo com o parlamentar, existem fatos e estudos que comprovam que o monitoramento por câmeras de vídeo pode ser um aliado no combate à violência e à criminalidade que atingem escolas municipais de forma geral.

A indicação trazia, ainda, a sugestão de câmeras no interior das salas de aulas, mas para Mendes, era uma questão a ser estudada junto com os profissionais da educação, pois as mesmas poderiam coibir a liberdade de expressão tanto dos alunos como dos professores.

Em resposta à indicação, a Secretaria Municipal de Educação, por meio de sua secretária Clélia Mara dos Santos, informou que na entrada, nas áreas de circulação e convivência das escolas da rede municipal já existem câmeras de segurança. Porém, no que tange à instalação no interior das salas de aula, a Secretaria avalia que a prevenção e combate ao vandalismo e à violência reclamam por ações de cunho educativo e formativo de caráter permanente, não de monitoramento por câmeras de segurança.