Início Esporte

Brasil vence o Uruguai e fica a um ponto da Copa do Mundo

Em noite inspirada de Neymar, Seleção joga bem e se aproxima de vaga ao Mundial

32
Crédito: Lucas Figueiredo / CBF

A Seleção Brasileira teve atuação brilhante nesta quinta-feira e goleou o Uruguai por 4 a 1, na Arena da Amazônia, pela 12ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo. A equipe de Tite demorou para ter uma atuação inspiradora, mas deu novo ânimo para o torcedor brasileiro ao massacrar a rival celeste.

Com o resultado, o Brasil chegou aos 31 pontos, na liderança isolada das Eliminatórias, a um ponto de carimbar matematicamente a sua vaga para a Copa do Mundo. Na pior das hipóteses, a seleção disputa a repescagem. O Uruguai, por sua vez, caiu para o quinto lugar, com 16.

O Brasil fez um grande primeiro tempo e abriu o placar logo aos nove minutos. Fred deu belo lançamento para Neymar. Dentro da área, o camisa 10 dominou no peito, tirou o goleiro Muslera da jogada e mandou no fundo das redes. A equipe de Tite continuou pressionando e foi criando uma oportunidade atrás da outra.

Aos 17 minutos, Lucas Paquetá fez o que quis pela esquerda e deu para Neymar. O atacante chutou, a bola bateu no zagueiro Godín e sobrou limpa para Raphinha, que só teve o trabalho de empurrar. Gabriel Jesus teve grande chance de fazer o terceiro, mas o ex-palmeirense não chutou e perdeu o ‘time’.

Antes do apito final, o Brasil pressionou o Uruguai. Neymar exigiu grande defesa do goleiro Muslera. O arqueiro ainda pegou mais uma tentativa de Raphinha, impedindo assim um placar ainda mais elástico.

No segundo tempo, o Uruguai voltou melhor e viu a arbitragem anular um gol de Cavani, mas a resposta do Brasil foi imediata. Aos 12 minutos, Neymar acionou Raphinha em velocidade. O atacante invadiu a área e chutou cruzado para fazer 3 a 0.

Mas o Uruguai é persistente e diminuiu aos 31 minutos. Luis Suárez cobrou falta com perfeição e mandou sem chances para o goleiro Ederson. Um pouco antes, Gabigol, dentro da área, obrigou Muslera a fazer outro milagre.

O Brasil pouco sentiu o gol sofrido e fez o quarto aos 37 minutos. Neymar cruzou na medida para Gabigol, que apareceu entre os zagueiros para cabecear no fundo das redes. O árbitro consultou o VAR, mas confirmou o lance e decretou o triunfo brasileiro.

Com informações do futebolpaulista.com.br