Início Esporte

Corinthians vence a Ferroviária e fica com o título da Libertadores Feminina

Timão bate as Guerreiras Grenás e conquista o bicampeonato continental

51
Crédito: Tiago Pavini / Ferroviária S/A

Em novo duelo decisivo, desta vez foi o Corinthians que levou a melhor. Na noite desta segunda-feira, a equipe bateu a Ferroviária por 1 a 0 e ficou com o bicampeonato da Libertadores Feminina, repetindo o feito de 2017.

Os gols saíram na segunda etapa, com Giovanna Crivelari, aos 28 minutos, e Juliete, já aos 45.

Além do título invicto, o Timão quebrou o seu próprio recorde de invencibilidade, alcançado 43 jogos sem perder, superando a marca do ano passado.

A equipe já volta a campo no sábado para a disputa do título Paulista Feminino, contra o São Paulo.

Já as Guerreiras Grenás encerram o ano com o título do Brasileirão e o vice-campeonato continental, tendo vaga garantida para a próxima edição, que será disputada no Chile, em 2020.

O JOGO

Ferroviária e Corinthians iniciaram o jogo bastante estudado e pouco chegaram no ataque. Porém, a rede balançou aos nove minutos, mas a arbitragem acabou invalidando o lance.

Em jogada pela direita, Kati levanta na área e Tamires aparece sozinha, em posição legal, para cabecear e marcar. Porém, a assistente um, Yoli Esperanza Garcia, marcou impedimento no lance.

O lance fez a equipe paulistana se soltar mais e chegaram mais uma vez com perigo. Aos 18 minutos, Victória Albuquerque dá belo lançamento para Gabi Zanotti, que mata no peito e chuta de direita. Luciana faz boa defesa, encaixando a bola.

No minuto seguinte, a Locomotiva deu a resposta. Andreia Rosa lança na área, Nathane domina e rola para a chegada de Nenê, que ajeita e bate colocado. A bola passa perto do gol, saindo a esquerda de Lelê.

Aos 29, foi a vez das Guerreiras Grenás chegarem ao ataque. Rafa Mineira tabela com Aline Milene e bate de fora da área, mas a bola vai nas mãos de Lelê, que faz defesa tranquila.

O Corinthians voltou a chegar no ataque aos 40 minutos. Em boa jogada de Juliete pelo esquerdo, a lateral avança e cruza. A bola toma efeito e vai em direção ao gol, mas Luciana consegue espalmar e evita o gol.

Dois minutos depois, o Timão quase abriu o placar. Em saída de bola errada, Andreia Rosa erra o tempo de bola, Millene aproveita o vacilo, entra na área livre de marcação e bate colocado, mas para em grande defesa de Luciana, que espalma e afasta o perigo.

Na segunda etapa, a partida começou mais equilibrada, porém o Corinthians conseguiu a primeira chegada ao campo ofensivo.

Aos nove minutos, Tamires é lançada pelo lado esquerdo, vai até a linha de fundo e cruza. Victória Albuquerque ganha pelo alto de Barrinha, cabeceia, mas a bola passa sobre o gol de Luciana.

Aos 11 minutos, quase que o Timão abre o placar. Aline Milene perde a bola pelo meio para Gabi Zanotti, parte ao ataque e faz tabela com Victória Albuquerque, recebe na área, mas dá um toque a mais e Luciana ganha na dividida. Na sobra, Maglia consegue afastar o perigo da área.

A Ferroviária apareceu novamente ao ataque aos 20 minutos. Rosana dá ótimo passe para Nathane, que ganha na corrida, invade a área e chuta forte. Lelê se estica e espalma a bola para escanteio.

Cinco minutos depois, o Timão responde. Victória Albuquerque dá belo passe para Tamires, que vai até a linha de fundo e cruza rasteiro. Gabi Zanotti finaliza na pequena área, mas a bola fica com Luciana, que faz grande defesa.

De tanto insistir, o Corinthians abriu o placar aos 28 minutos. A zaga afeana bate cabeça e a bola fica com Tamires, que parte em direção ao gol e toca para a chegada de Giovanna Crivelari. A atacante ganha de Barrinha e da leve toque na saída de Luciana para abrir o placar: 1 a 0.

Com o gol, a Ferroviária tentou sair para o campo de ataque, mas era brecada pela eficiência da zaga corinthiana.

Já os 40, o Corinthians quase ampliou. Victória Albuquerque é lançada pelo lado direito, invade a área e chuta cruzado. A bola passe tirando tinta da trave direita de Luciana e se perde pela linha de fundo.

Aos 45 minutos, a equipe alvinegra chegou ao segundo gol. Juliete tabela com Victória Albuquerque, entra na área e bate no canto esquerdo de Luciana: 2 a 0.

Superior, a equipe de Parque São Jorge quase marcou o terceiro aos 50 minutos. Millene dá bela finta em Barrinha, entra na área, mas Luciana faz grande defesa, mandando para escanteio.

Mesmo com a cobrança a seu favor, a árbitra venezuelana, Emikar Calderas, decretou o fim da partida, para a felicidade das corinthianas.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA 0X2 CORINTHIANS
Local: Estádio Olímpico Atahualpa, em Quito, Equador
Data/Horário: Segunda-feira, 28 de outubro de 2019, às 21h30
Arbitragem: Emikar Calderas (VEN), auxiliada por Yoli Esperanza Garcia (VEN) e Migdalia Yolimar Rodriguez (VEN)
Cartões amarelos: Barrinha, Carol Tavares (Ferroviária); Kati (Corinthians)
Gols: Giovanna Crivelari (aos 28′ do 2T) e Juliete (aos 45′ do 2T) para o Corinthians

Ferroviária – Luciana; Monalisa (Gabi Arcanjo), Andreia, Géssica e Barrinha; Maglia, Rafa Andrade e Rafa Mineira (Carol Tavares); Nenê (Rosana), Nathane e Aline Milene. Técnica: Tatiele Silveira

Corinthians – Lelê; Paulinha (Giovanna Crivelari), Pardal, Erika e Juliete; Kati, Grazi, Zanotti e Tamires (Cacau); Vic e Millene. Técnico: Arthur Elias