Início Esporte

Ferroviária é derrotada pelo Maringá na Fonte pela Série D

62
ferroviaria maringa jogo

 ferroviaria maringa jogoGrupo da Locomotiva fica embolado

Na noite deste sábado, a Ferroviária recebeu o Maringá e acabou sendo derrotada por 1 a 0, na Fonte Luminosa, pela quarta rodada do Brasileiro Série D.

O único gol da partida foi marcado por Matheus Rodrigos aos 29 minutos da primeira etapa.

Com o futebol longe do ideal, a equipe de Vinícius Munhoz apresentou problemas no decorrer do jogo e, no final, viu o zagueiro Luís Gustavo ser expulso.

Agora, o Grupo A17, da Locomotiva, ficou embolado para a classificação. Além da vitória do Tricolor, o Joinville derrotou o Avenida por 1 a 0 e todos continuam na briga pela classificação.

O Avenida permanece com sete pontos e lidera o grupo, seguido pela Ferroviária com seis. Maringá com cinco e Joinville, com quatro pontos ganhos.

Na próxima rodada, a Ferroviária encara o Avenida, sábado, às 18h, na Fonte Luminosa.

O JOGO

O primeiro chute a gol aconteceu apenas aos 27 minutos. Em boa jogada pelo lado esquerdo, Jorge Eduardo finta o marcador, traz para o meio e chuta, mas a bola sai por cima do gol de André Ferlini.

Já aos 29 minutos, no primeiro ataque de perigo, o Maringá abriu o placar. Em cruzamento do lado direito, a zaga afeana perde no alto e Matheus Rodrigues toca no canto direito de Gabriel Leite, sem chances de defesa: 1 a 0.

Atrás do placar, a Locomotiva voltou ao ataque aos 37 minutos. O zagueiro Luís Gustavo arrisca lançamento na área e a bola chega até Léo Castro. O atacante chuta de primeira e a bola passa perto do gol.

Aos 47, o time grená quase chega ao empate. Em pressão no campo de ataque, a bola chega até Jorge Eduardo pelo lado esquerdo e faz o cruzamento na área. A zaga do Maringá afasta mal e a sobra fica com Daniel, que chuta forte. A bola desvia e sai pela linha de fundo para escanteio. Na cobrança, a bola é levantada na área e Luís Gustavo sobe no segundo andar para cabecear, mas a bola sai e o árbitro decreta o fim da primeira etapa.

Na volta para o segundo tempo, o treinador Vinícius Munhoz promoveu a entrada de Rafael Oller no lugar de Jorge Eduardo. E a equipe foi para cima.

Aos seis minutos, após cobrança de escanteio, a zaga adversária afasta o perigo e Clayton fica com a sobra e manda um chute de primeira de fora da área. A bola bate na zaga e sai pela linha de fundo, levando perigo ao gol de André Ferlini.

Com o Maringá apenas no campo de defesa, a Locomotiva chegava com perigo ao ataque. Aos 15 minutos, Alisson lança para Dedê Costa pelo lado esquerdo e cruza rasteiro. Luís Felipe chuta cruzado, Luís Gustavo se preparava para o chute, mas a bola foi desviada, saindo em escanteio.

Era a blitz grená no ataque. Aos 19, Fernando Júnior toca rasteiro, Dedê Costa recebe na área e solta uma bomba. A bola passa por cima, triscando o travessão, e se perde pela linha de fundo.

Já aos 25, mais uma chance criada pela Locomotiva. Em jogada pelo lado esquerdo, Rafael Oller toca para Cristian. O meia ajeita e bate por cobertura. A bola passa a esquerda do gol, tirando tinta da trave.

Com muitas mudanças no segundo tempo, a equipe da casa foi para o ataque e criou nova oportunidade. Aos 35, Felype Hebert recebe na meia-lua da grande área e bate colocado. A bola passa perto da trave esquerda e se perde pela linha de fundo.

Já nos minutos finais, a Ferroviária perdeu a calma e não conseguia mais trabalhar as jogadas, começando a levantar bola no campo de ataque direto do campo de defesa.

O nervosismo foi demonstrado aos 45 minutos. Após falta dura de Luís Gustavo no campo de defesa, o árbitro Anderson Ribeiro Gonçalves, mostrou o segundo cartão amarelo para o zagueiro, sendo expulso da partida.

De forma desorientada, a Ferroviária arriscava jogadas longas, mas sem sucesso, até o apito final.

FICHA TÉCNICA

FERROVIÁRIA X MARINGÁ
Local: Estádio Fonte Luminosa, em Araraquara
Data/Horário: Sábado, 25 de maio de 2019, às 18h
Arbitragem: Anderson Ribeiro Gonçalves (GO), auxiliado por Adailton Fernando Menezes (GO) e Hugo Sávio Xavier Corrêa (GO)
Público: 1.206 pagantes
Renda: R$ 14.905 reais
Cartões amarelos:  Fernando Júnior, Luís Gustavo (Ferroviária); Willian Simões, André Lima, Jean Neves, Welton Paraguá, João Carlos (Maringá)
Cartão vermelho: Luís Gustavo (Ferroviária)
Gol: Matheus Rodrigues (aos 29’ do 1T) para o Maringá

Ferroviária – Gabriel Leite; Alisson, Luís Gustavo, Luís Felipe e Fernando Júnior (Felype Hebert); Daniel, Clayton e Raphael Luz (Cristian); Dedê Costa, Léo Castro e Jorge Eduardo (Rafael Oller). Técnico: Vinícius Munhoz

Maringá – André Ferlini; João Carlos, Arthur, Marcelo Xavier e Wilian Simões; Jean Neves, Tiago Ott, André Lima (Júnior Prego) e Rogerinho; Matheus Rodrigues (Tiago Orobó) e Welton Paraguá (Romarinho). Técnico: Jorge Martínez