Início Destaques

Ferroviária bate o Mirassol e se aproxima da classificação às quartas do Paulistão

Em noite iluminada de Bruno Mezenga, Locomotiva encerra jejum e volta a vencer depois de quatro rodadas

92
Crédito: Tiago Pavini / Ferroviária S/A

Depois de quatro rodadas, a Ferroviária voltou a vencer pelo Paulistão. Na noite desta segunda-feira, a equipe comandada por Elano Blumer derrotou o Mirassol por 3 a 1, no estádio José Maria de Campos Maia, pela 10ª rodada da competição.

Em noite de Bruno Mezenga, o atacante grená marcou dois gols e ainda deu assistência para Anderson Rosa guardar o seu. Diego Gonçalves, ex-Ferroviária, marcou o de honra para o Leão.

Esta foi a primeira vitória de Elano Blumer sob o comando grená e também a primeira fora de casa dentro da competição. De quebra, a equipe garantiu também uma das vagas para o Brasileiro da Série D de 2022.

Além dos três pontos preciosos, a Ferrinha chega aos 15 pontos no Grupo B e consegue abrir cinco pontos de diferença para a Ponte Preta, terceira colocada, e fica perto da vaga às quartas de final para encarar o São Paulo, que já está classificado.

Na penúltima rodada, a Ferroviária recebe o Ituano, quinta-feira, às 22h15, na Fonte Luminosa, em Araraquara. Já o Mirassol enfrenta o Santo André, no mesmo dia, às 21h, no Canindé, em São Paulo.

O JOGO

Aos 10 minutos, o Mirassol quase abre o placar. Cássio Gabriel recebe na entrada da área e chuta forte. Saulo espalma e a bola sobra para Pedro Lucas, que acerta um voleio, mas o goleiro grená faz defesa espetacular com apenas uma mão e evita o gol.

Novamente, o Leão voltou a rondar a defesa grená aos 20 minutos. Diego Gonçalves recebe na esquerda, corta para dentro e finaliza para o gol. Pedro Lucas aparece livre na pequena área, mas não consegue o desvio e a bola se perde pela linha de fundo.

Porém, aos 22 minutos, que conseguiu balançar a rede foi a Ferroviária. Em jogada pelo lado esquerdo, Renato Cajá cruza na área e Bruno Mezenga sobe no segundo andar para testar firme e colocar a bola no canto esquerdo de Alex Muralha: 1 a 0.

Aos 36 minutos, a Ferroviária ampliou o marcador e foi com um golaço. A equipe recuperou a bola no campo de defesa mirassolense e Bruno Mezenga recebe na intermediária e emendou um chutaço de fora da área no ângulo de Alex Muralha. A bola bate no travessão, ultrapassa a linha e a arbitragem confira o gol: 2 a 0.

Já aos 41 minutos, o Leão consegue diminuir a vantagem grená. Fabrício lança Pedro Lucas na área e cruza na segunda trave para Diego Gonçalves completar para o fundo das redes: 2 a 1.

Dois minutos depois, a Locomotiva poderia ter retornado com a vantagem de dois gols. Rogério ganha dividida e a sobra fica com Bruno Mezenga. O atacante espera a saída de Alex Muralha e rola para Felipe Marques na esquerda chutar, mas acaba mandando a bola para fora, perdendo gol inacreditável.

Na segunda etapa, a Ferroviária começou atacando e chegou com perigo logo no primeiro minuto. Rogério cruza da direita até Felipe Marques na pequena área, mas Alex Muralha consegue se antecipar e fica com a bola.

Já aos três minutos, mais Locomotiva no ataque. Renato Cajá recupera quase no campo do Leão e fica com Bruno Mezenga e toca para Rogério na direita. O atacante entra na área e chuta cruzado, mas a bola sai tirando tinta da trave direita do gol e se perde pela linha de fundo.

Por volta dos 10 minutos, o Mirassol reclamou de uma penalidade. Moraes é lançado na área e Saulo sai na dividida, mas a bola se perde pela linha de fundo. Após checagem do VAR, a arbitragem mandou seguir o jogo.

Já aos 23 minutos, a Ferroviária chegou novamente com perigo. Em contra-ataque, Bruno Mezenga lança na direita para Rogério, que cruza rasteiro, mas Felipe Marques não alcança e a bola sai pela linha de fundo.

Aos 33 minutos, a Locomotiva conseguiu chegar ao terceiro gol. A equipe recupera a bola no meio de campo e fica com Bruno Mezenga, que dá bela enfiada de bola para Anderson Rosa entrar livre na área e tocar na saída do goleiro: 3 a 1.

Depois do gol, a arbitragem checou o VAR e viu falta em Bruno Mezenga na sequência do lance e, como já tinha cartão amarelo, recebeu o vermelho.

Com controle da partida, a Ferroviária conseguia trabalhar melhor a bola, enquanto o Mirassol tinha muitas dificuldades em chegar na área grená.

FICHA TÉCNICA

CAMPEONATO PAULISTA SÉRIE A-1 2021 – 10ª RODADA

MIRASSOL 1×3 FERROVIÁRIA
Data/horário: segunda-feira, 3 de maio de 2021, às 20h
Local: estádio José Maria de Campos Maia, em Mirassol/SP
Arbitragem: Adriano de Assis Miranda, auxiliado por Amanda Pinto Matias e Eduardo Vequi Marciano
VAR: Pericles Bassols Pegado Cortez, auxiliado por Herman Brumel Vani
Cartões amarelos: Moraes, Neto Moura (Mirassol); Vinícius Zanocelo, Diogo Mateus (Ferroviária)
Cartão vermelho: Neto Moura (Mirassol)
Gols: Diego Gonçalves (aos 41′ do 1T) para o Mirassol; Bruno Mezenga (aos 22′ e 36′ do 1T) e Anderson Rosa (aos 33′ do 2T) para a Ferroviária

Mirassol – Alex Muralha; Daniel Borges, Danilo Boza, Reniê e Moraes; Oyama (Mateus Anderson), Neto Moura, Diego Gonçalves (Daniel), Cassio Gabriel (Rodolfo) e Fabrício Daniel (Lucas Silva); Pedro Lucas (Rafael Silva). Técnico: Eduardo Baptista

Ferroviária – Saulo; Diogo Mateus, Matheus Salustiano, Didi e Arthur Henrique (Igor Fernandes); Higor Meritão, Vinícius Zanocelo (Anderson Rosa) e Renato Cajá (Dudu Vieira); Rogério (Hygor), Bruno Mezenga (Gleyson) e Felipe Marques. Técnico: Elano Blumer