Início Ferroviária

Pela primeira vez, Aline Milene será capitã da Ferroviária na Libertadores

Aos 26 anos, camisa 10 das Guerreiras Grenás usará a braçadeira de capitã na disputa do torneio

48
Crédito: Jonatan Dutra/Ferroviária S/A

Já em solo argentino, a Ferroviária se prepara para o duelo deste sábado, às 17h, diante do Libertad Limpeño-PAR, no estádio José Amalfitani, com transmissão pelo Facebook, na estreia da Libertadores Feminina 2020, que será disputada este ano por conta da pandemia do coronavírus.

Com mais de um mês de preparação, a treinadora das Guerreiras Grenás, Lindsay Camila, faz os últimos ajustes na equipe para o início da competição. Ainda com uma equipe em adaptação a um novo estilo de jogo, a treinadora comentou como pretende utilizar a meia-atacante Aline Milene em sua equipe.

– A primeira vez que eu vi a Aline foi na seleção, quando estava junto com a principal, e ela estava jogando de volante e gostei muito de como jogava. Quando eu cheguei, uma das primeiras atletas que conversei foi com ela, perguntei onde se sentia bem jogando e ela respondeu que se sente bem como extrema esquerda ou pelo meio.

– Ela é muito versátil, inteligente e, como ela é leve, tem um bom drible no um contra um, optamos por jogar aberta na direita, mas elas são livres para se movimentarem. É o que deixa elas mais a vontade pra ir em busca do gol – exaltou a treinadora.

Perguntada se a polivalente Daiane poderia der a capitã, Lindsay revelou que a camisa 10 será uma das capitãs da equipe durante a competição, um fato inédito em sua passagem pela Locomotiva.

– Não vai ser ela [Daiane] a nossa capitã. Será a Aline Milene. Eu gosto da alegria, da interação dela, da positividade, e uma das nossas capitãs será a Aline – contou.

PREPARAÇÃO

A equipe chegou em Buenos Aires na quarta-feira à noite e está utilizando o estádio Nueva España, do Deportivo Español, time da quarta divisão argentina, para a realização dos treinamentos antes da estreia diante das paraguaias.