Home Ferroviária

Rafa Mineira marcou gols em cinco das seis participações pela Ferroviária na Libertadores Feminina

Jogadora de 27 anos marcou o gol que deu a classificação às Guerreiras Grenás na vitória sobre o Defensor Sporting na noite deste domingo (16)

102
Crédito: Staff Images Woman/CONMEBOL

A noite de domingo (16) não ficou marcada apenas com a classificação da Ferroviária a mais um mata-mata da Libertadores Feminina, mas também com o feito da meia Rafa Mineira. O gol aos sete minutos da segunda etapa e a atuação contra o Defensor Sporting-URU lhe renderam o prêmio de melhor jogadora em campo, entregue pela CONMEBOL.

Outro fato curioso é que a jogadora de 27 anos deixou a sua marca em cinco das seis edições em que as Guerreiras Grenás disputaram o torneio. O detalhe que dos oito gols marcados que possui na história da competição, três são contra times uruguaios, sua maior vítima.

Ela só passou em branco em 2016, quando a equipe comandada por Michele Kanitz ficou na primeira fase do torneio.

Em 2015, na primeira participação que culminou com o primeiro título continental, ela foi autora de um dos gols na goleada sobre o Colón-URU por 4 a 0, pela segunda rodada da fase de grupos.

Já na segunda participação, em 2019, marcou dois na goleada sobre o Mundo Futuro-BOL por 10 a 1. Na campanha do segundo título, em 2020, ela marcou na goleada por 4 a 1 sobre a Unviersidad de Chile, gol que garantiu a classificação ao mata-mata.

Na edição passada foi a que mais marcou gols, indo a rede três vezes, contra o Deportivo Cueca-VEN (fase de grupos), Independiente Santa Fe-COL (semifinal) e Nacional-URU (disputa do terceiro lugar).

Logo após a partida contra o Defensor Sporting-URU, Rafa Mineira também protagonizou um dos momentos raros de sua carreira. Tímida, ela não costuma participar de entrevistas. Como acabou sendo eleita a craque da partida, falou no microfone da CONMEBOL.

“Estou muito feliz, fizemos uma boa partida. Temos mais um jogo [contra o Boca Juniors], mas teoricamente já estamos classificadas. Tô muito feliz pelo gol, mas também pelo desempenho do nosso time. Pezinho no chão, pois ainda temos mais um jogo”, declarou.

Revelada nas categorias de base do clube araraquarense, Rafaela Cristina Silva Pereira iniciou a sua carreira profissional logo em 2011, com apenas 15 anos, disputando o Campeonato Paulista.

Em 11 anos de Guerreiras Grenás, a jogadora participou das principais conquistas do clube da última década, ostentando o bicampeonato da Libertadores Feminina (2015 e 2020), Brasileirão Feminino (2014 e 2019), Copa do Brasil (2014) e Campeonato Paulista (2013).

O compromisso da Ferroviária contra o Boca acontece nesta quarta-feira (19), às 17h (de Brasília), no estádio Gonzallo Pozo Ripalda, em Quito, válido pela última rodada.

OS GOLS DE RAFA MINEIRA PELA FERROVIÁRIA NA LIBERTADORES FEMININA

2015

Fase de grupos
Ferroviária 4×0 Colón-URU (1x)

2016
Não marcou

2019

Fase de grupos
Ferroviária 10×1 Mundo Futuro-BOL (2x)

2020

Fase de grupos
Ferroviária 4×1 Universidad de Chile (1x)

2021

Fase de grupos
Ferroviária 2×1 Deportivo Cuenca-VEN (1x)

Semifinais
Ferroviária (2)1×1(4) Independiente Santa Fe-COL

Disputa de 3º lugar
Ferroviária (3)1×1(1) Nacional-URU

2022

Fase de grupos
Ferroviária 1×0 Defensor Sporting-URU