Início Ferroviária

Roberta Batista fala sobre as categorias de base da Ferroviária: “Elas são essenciais”

Treinadora analisou a oportunidade dada as atletas que disputam o Brasileiro Feminino Sub-20, que esta sendo realizado em Santana de Parnaíba

38
Meia Laurinha em ação pela Ferroviária durante do Brasileiro Feminino Sub-20 - Crédito: Adriano Fontes/CBF

Com grande campanha, a Ferroviária conseguiu a classificação para a segunda fase do Brasileiro Feminino Sub-20.

As Guerreirinhas Grenás voltam a campo na tarde desta sexta-feira (13), às 16h, para enfrentar o Atlético-MG, pela última rodada da primeira fase apenas para cumprir tabela, já que garantiram a primeira colocação do Grupo C com 13 pontos, com sete gols marcados e dois sofridos, e não podem ser mais ultrapassadas pelos rivais.

Em meio a esta disputa, a treinadora do time profissional, Roberta Batista, analisou o trabalho a campanha e o trabalho desenvolvido, e ressaltou a importância das categorias de formação dentro dos clubes, visando o futuro da modalidade.

“Elas são essenciais pra continuidade do projeto. Vejo que cada vez mais os clubes têm um olhar mais cuidadoso com relação a isso e a Ferroviária faz isso há alguns anos. Isso é extremamente importante para a continuidade do projeto, sendo uma referência e, sobretudo, que continue figurando entre as principais equipes do país”, declarou.

Desde 2020 no clube, Robertinha trabalhou nas categorias de formação do clube. Por isso, ela entende a importância desta transição entre as categorias, além de dar oportunidade para as atletas no time principal.

“O trabalho desenvolvido nas categorias de base tem sido muito bom, desde a categoria Sub-15 até a 17 e 20. É importante para o desenvolvimento das meninas e sempre que posso acompanho os treinamentos também junto com a Júlia, sempre converso e temos um contato próximo. Para este Sub-20, conversamos mais e vimos o que seria melhor para algumas atletas”, analisou.

No atual elenco Sub-20, 13 atletas fazem parte do elenco principal das Guerreiras Grenás: as goleira Lucilene e Yanne, as laterais Tamires, Ana Julia e Jamille, as zagueiras Yasmin e Catarina, as meias Duda Batista, Ana Luiza e Laurinha, e as atacantes Raissa e Aline Gomes.

Para Robertinha, ela viu como uma grande oportunidade para as atletas que não estavam sendo aproveitadas em sua equipe durante a disputa do Brasileiro para ter rodagem e experiência dentro da competição de base.

“São jogadoras que estão no elenco principal e foram atuar neste Sub-20. Acho que é importante, pois elas não tiveram minutagem neste início de Brasileiro e poderão ter neste Sub-20. Entendemos que são jogos ‘dia sim e dia não’, tem um grande desgaste, mas esta oportunidade é única e elas têm que aproveitarem da melhor maneira possível”, enfatizou a treinadora.

A Ferroviária aguarda agora definição dos outros grupos para a segunda fase da competição, que será disputada a partir do dia 23, na cidade de Santana de Parnaíba.