Home Geral

Ampliação da CPFL acompanha crescimento de Araraquara

9369
Cpfl Inauguracao 1

Cpfl Inauguracao 1

A CPFL Paulista, distribuidora do grupo CPFL Energia que atende 4,2 milhões de consumidores em 234 municípios do interior paulista, investiu R$10 milhões, na ampliação da Subestação (SE) Paiol, no município de Araraquara.  O objetivo é dar mais disponibilidade de energia elétrica para os clientes na cidade. Localizada próximo a região do shopping Jaraguá, a SE Paiol passará a contar com 7 novos circuitos alimentadores em 13,8 kV, e uma capacidade ampliada em 160%, passando de 40MVA para 65MVA de potência.

Juntamente com a subestação, também foram realizadas obras de expansão nas redes de distribuição de energia, que serão acrescidas em mais 23 km, aumentando a robustez e confiabilidade do sistema elétrico.  Após a conclusão dessa expansão, prevista para o mês de junho de 2018, a cidade terá mais qualidade no fornecimento de energia elétrica, com suprimento mais moderno. 

O objetivo é garantir capacidade energética suficiente para acompanhar, por mais dez anos, o crescimento da cidade, que conta hoje com uma população estimada de aproximadamente 230 mil habitantes (IBGE-2017). 

A subestação está instalada na Av. Padre Francisco Salles Culturato, s/nº. As instalações contam com equipamentos de última geração, permitindo melhorar qualidade no serviço e confiabilidade no fornecimento de energia e ampliando a flexibilidade na gestão da rede elétrica do município. Araraquara, que possui uma taxa de crescimento anual de 3,5%, terá entre os clientes especiais atendidos pela SE Paiol, a UNESP, Sucocitrico Cutrale, IFSP (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo) e Shopping Jaraguá. A inauguração ocorre no dia 22 de março, às 10 horas, e contará com a presença de lideranças da CPFL Paulista e autoridades do município.

“Os investimentos da CPFL Paulista na construção dessa subestação, comprovam que a distribuidora de energia tem como compromisso apoiar o crescimento dos municípios onde atua. Essa obra reforça nossa missão de prover soluções energéticas sustentáveis, com excelência e competitividade, atuando de forma integrada às comunidades”, afirma o presidente da CPFL Paulista, Carlos Zamboni Neto.

As obras da subestação e na rede de distribuição permitirão:

∙         Maior disponibilidade para atender novas cargas;
∙         Maior flexibilidade no atendimento, permitindo maior agilidade na solução de problemas;
∙         Melhoria na qualidade dos serviços fornecidos com a modernização do sistema.

Expansão dos investimentos e qualidade do serviço

A CPFL Paulista investiu R$ 536,1 milhões no sistema de distribuição de energia no acumulado de 2017, nos 234 municípios de sua área de concessão. O valor representa crescimento de 54,1% na comparação com igual período do ano anterior. O aporte de recursos contribuiu para elevar a qualidade do serviço nas cidades, trazendo mais conforto e bem-estar para os mais de 4,3 milhões de clientes.

O crescimento nos investimentos contribui para que a CPFL Paulista tenha os melhores indicadores de continuidade no fornecimento de energia do País, segundo o ranking da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Em média, os clientes da concessionária ficaram 7,62 horas sem energia durante em 2016, o menor índice interrupção do Brasil, de acordo com o regulador. A frequência das interrupções é de 5 vezes, o terceiro mais baixo do País.

Considerando os investimentos em suas nove concessionárias, o Grupo CPFL investiu, em 2017, R$1,895 bilhão nos 679 municípios atendidos por suas distribuidoras nos Estados de São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e Minas Gerais.

Na manhã desta quinta-feira (22) a CPFL inaugurou a expansão da sua Subestação de Energia em Araraquara. Nós atendemos cerca de 680 municípios e Araraquara se destaca do ponto de vista estratégico. Com esse investimento, a cidade terá a estrutura necessária para crescer nos próximos 10 anos”, garantiu o gerente de serviços comerciais da entidade, Pedro de Aro. Atualmente, a subestação é responsável pela transmissão e redistribuição de energia para parte significativa do município, incluindo as empresas Lupo e Embraer.