Início Geral

Embaixada da Venezuela em Brasília é invadida por representantes de Guaidó

Em comunicado, a embaixadora do país diz que funcionários do local reconheceram Juan Guaidó como presidente da Venezuela

42
Embaixada foi invadida por simpatizantes do presidente auto intitulado Juan Guaidó

A Embaixada da Venezuela no Brasil comunicou, na manhã desta quarta-feira (13/11), que funcionários do local reconheceram Juan Guaidó como o presidente do país venezuelano. De acordo com o comunicado, a sede em Brasília foi invadida por representantes de Guaidó.

O texto assinado pela embaixadora Maria Teresa Belandria Expósito diz que a ação foi imediatamente comunicada ao Ministério das Relações Exteriores. “Eles começaram a abrir as portas e entregar voluntariamente a sede diplomática à representação legitimamente credenciada em Brasil”, diz.

Em contato com o governo brasileiro, a embaixadora diz que tenta mediar com as autoridades a melhor maneira para solucionar o caso. A Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF)  foi acionada e está no local, mas como se trata de representação diplomática, não retirou ninguém do local.

A invasão foi denunciada nesta manhã por parlamentares brasileiros do PT e PCdoB. “Um atentado à soberania e à democracia!”, escreveu a deputada federal Jandira Feghali (PCdoB/RJ).

“No dia do encontro da Cúpula dos BRICs, com presença da China e da Rússia, grupelhos fascistas invadem a embaixada da Venezuela, em Brasília.O ato criminoso pode desencadear uma crise diplomática sem precedentes”, afirmou a deputada Erika Kokay (PT/DF).

Paulo Pimenta (PT/RS) também denunciou a invasão e afirmou que está no local para acompanhar a situação.

Juan Guaidó se autoproclamou presidente da Venezuela em janeiro deste ano, após declarar que Nicolás Maduro “usurpou” o poder ao fraudar a votação que levou a sua reeleição em 2018. Brasil, Estados Unidos e outras dezenas de países reconheceram o líder da oposição como presidente legítimo.