Início Geral

Irã admite que derrubou avião ucraniano por engano

Presidente cita "erro imperdoável"; 176 pessoas morreram

39

O presidente do Irã, Hassan Rouhani, afirmou neste sábado, 11, que o avião civil ucraniano que caiu na quinta-feira, 9, foi abatido por engano por seus militares. Em postagem no Twitter ele afirmou que ‘lamenta profundamente’, sublinhando tratar-se de ‘uma grande tragédia e um erro imperdoável’. O líder supremo do Irã foi informado das investigações e exigiu que a informação fosse tornada pública. O avião foi confundido com um míssil de cruzeiro.

O Estado-maior das forças armadas do Irã garantiu à população do país que o responsável pela tragédia do Boeing vai ser imediatamente apresentado à Justiça militar. “Garantimos que ao realizar reformas fundamentais nos processos operacionais ao nível das forças armadas, vamos tornar impossível a repetição de tais erros”, acrescentou, em comunicado.

O Irã e os Estados Unidos vivem momento de tensão após o presidente norte-americano, Donald Trump, ter autorizado um ataque a drone em Israel que matou o general Qassem Soleimani, em 2 de janeiro. O fato aumentou o conflito entre os países, que desde então trocaram diversas ameaças.