Início Polícia

Coronavírus: Papuda tem 19 agentes e 14 presos infectados

Uma médica que atua no complexo penitenciário está com suspeita da doença. Ela está em isolamento domiciliar

67
Complexo da Papuda

De acordo com informações do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), 19 agentes penitenciários e 14 detentos fizeram o teste para a Covid-19 e tiveram resultado positivo. O levantamento é do início da noite desta sexta-feira (10).

Segundo MPDFT, nesta sexta, foi iniciada a aplicação de testes rápidos no Centro de Detenção Provisória (CDP) e no Centro de Internamento e Reeducação (CIR). A iniciativa deve continuar ao longo da semana. Cinco dos detentos diagnosticados são do CIR e nove, do CDP. Todos apresentam sintomas leves e foram isolados para receber atendimento médico.
Os agentes que apresentaram sintomas foram afastados do serviço. Conforme a reportagem apurou, uma médica que atua no complexo penitenciário está com suspeita da doença, e foi colocada em isolamento domiciliar. Nessa quinta-feira (6), havia 13 policiais infectados.
Profissionais da saúde que atuam nas unidades prisionais questionam a falta de EPIs, conforme relatou uma fonte ao Correio. A profissional, que preferiu não se identificar, relata caos no presídio. “Quase não estamos bebendo água. A ordem é testar todos que apresentam os sintomas. Não há descanso e nem material necessário. Estava de folga e fui acionada, imediatamente, para lá”, contou.
Em nota oficial, a Secretaria de Saúde esclareceu que não há falta de equipamentos de proteção individual (EPIs) na rede pública e informou que todos os servidores que estão na linha de frente têm acesso a esse insumo. “Os EPIs adquiridos pela rede ou recebidos por meio de doações passam por avaliação de qualidade e só são disponibilizados para uso pelos servidores após aprovação da área técnica”, frisou a pasta.
Disse ainda que, nesta sexta-feira (10), realizou ação de rastreamento e vigilância epidemiológica na Papuda, examinando 332 internos e 126 servidores, com testes rápidos para a Covid-19. “Em alguns casos, conforme indicação de protocolos, se fez necessário a realização da coletas de secreção de narina e garganta (Swab) para exame de PCR para Covid-19 e assim apresentar resultados conclusivos confiáveis.”
A pasta informou que não divulgará números de contaminados neste momento.