Início Polícia

Diretora e professora de escola são agredidas por mãe de aluno e seu namorado

Diretora teve o dedo quebrado e a professora foi arrastada pelos cabelos. Caso foi registrado na Polícia Civil

124
Dedo da diretora da escola sofreu uma fratura (Foto: Alex Gasoni)/Fala Matão)

As agressões contra as duas professoras, sendo uma delas também diretora, ocorreram na tarde de quinta-feira (8) na escola Escola Municipal de Educação Infantil Violeta Ribeiro Lopes, localizada no Jardim Balista, em Matão/SP.

Segundo informações da diretora Jaqueline Aparecida Ori, tudo começou quando a mãe de um aluno, acompanhada de seu namorado, foi até a escola municipal para retirar o kit Merenda Escolar, que está sendo distribuído para os alunos em substituição à merenda escolar durante o período de pandemia.

O casal questionou a participação do pai do aluno na vida escolar do filho, ela (a mãe) exigiu que a escola não deixasse mais o pai de seu filho retirar apostilas e o kit Merenda Escolar, como ocorreu no mês anterior. As professoras explicaram que não poderiam atender ao pedido da mãe, pois não tem nenhuma medida judicial que impeça a participação do pai do aluno nas questões escolares.

Neste momento a mãe do aluno e seu namorado começaram com agressões verbais, partindo em seguida para agressões físicas contra a diretora e a professora. Não havia mais ninguém na escola que pudesse evitar as agressões, que duraram aproximadamente 10 minutos, momento que chegou outro pai de aluno e conseguiu evitar a continuidade das agressões. O autor das agressões também pegou com uma chave de fenda fez ameaças contra as professoras. Gritos de socorro das vítimas foram ouvidos por moradores do bairro.

A Polícia Militar foi acionada e as vítimas encaminhadas para o pronto socorro, onde foram constatadas várias lesões pelo corpo das duas professoras, inclusive com fratura de um dos dedos da mão da diretora.

A professora relatou ainda ao Portal Fala Matão que teve seu celular arrancado de sua mão no momento que estava acionando a polícia e que foi arrastada pelos cabelos pela mãe do aluno.

Arranhões e hematomas pelo corpo mostram a gravidade das agressões pelo casal (Foto: Alex Gasoni/Fala Matão)

A Secretária de Educação Adriana Marangoni está acompanhando as vítimas e dando todo suporte necessário com o jurídico da prefeitura. Como não houve flagrante a Polícia Militar orientou as vítimas a registrarem o fato na Polícia Civil. As vítimas foram até a DDM – Delegacia de Defesa da Mulher – e posteriormente no 1º Distrito Policial, localizado no Bairro Alto, e registraram o ocorrido.

 Foi apurado ainda que o namorado da mãe do aluno está na condição de Liberdade Condicional, por ter praticado outro crime e, diante desta situação, quando o inquérito chegar até ao conhecimento do Juiz, a condição de Liberdade Condicional deverá ser extinta e o condenado poderá voltar para prisão. (Portal Fala Matão).