Início Política

Deputado Guilherme Mussi faz festas na quarentena e vira caso de polícia

De acordo com o site da Câmara, Guilherme Mussi ainda não apresentou um único projeto este ano e faz parte dos mais faltosos às sessões

706

Sabe a recomendação das autoridades de fazer isolamento social para evitar a propagação do coronavírus? Pois o deputado federal Guilherme Mussi, do Progressistas de São Paulo, vem dando péssimo exemplo ao promover festas até o sol raiar em sua mansão durante toda a pandemia.

Mussi é famoso na alta roda paulistana. Nem tanto por seus projetos na política, mas por oferecer os melhores eventos da cidade e também por sua preferência em namorar mulheres famosas – ele já foi casado com a blogueira Lu Tranchesi, filha de Eliana Tranchesi, dona da extinta Daslu, e com Rebecca Abravanel, a filha número 5 de Silvio Santos e atual mulher do jogador Alexandre Pato.

No dia 7 de maio, quando o Brasil já contabilizava mais de 9 mil mortos pela Covid-19, Mussi recebeu os amigos em casa com música alta até a madrugada. Incomodados com o barulho e, claro, com a falta de responsabilidade social do deputado, os vizinhos chamaram a polícia e registraram o boletim de ocorrência.

A confusão com a polícia não foi o suficiente para acalmar o ânimo de Mussi. Duas semanas depois, no dia 23, ele organizou uma outra reuniãozinha. Para receber bem os amigos, chegou a contratar uma empresa de bufê. Mais uma vez, os vizinhos chamaram a policia e o deputado ganhou mais um B.O. para a sua coleção.

Um dos moradores do condomínio chegou a entrar na Justiça contra Mussi, alegando perturbação do sossego. Ele chegou a ser notificado, mas não respeitou a decisão judicial e continuou promovendo suas festas. A fama de festeiro no condomínio do deputado é antiga. Mussi já foi multado em R$ 71 mil por desrespeitar as regras.

Eleito com mais de 134 mil votos, o deputado deveria ter a mesma empolgação que mostra nas festas com o seu trabalho no Congresso. De acordo com o site da Câmara, ele ainda não apresentou um único projeto este ano.

Ainda segundo levantamento realizado pelo Congresso em Foco em parceria com o Instituto OPS revelou que Mussi também esta entre os 11 deputados federais que mais faltam as sessões.