Início Destaques

Edinho dá rasteira em Coca, toma PSD e coloca Juliano Malara na presidência

Considerando que foi um jogo sujo entre Edinho e Kassab, o engenheiro Coca Ferraz e o presidente da Comissão Provisória do PSD, Antonio Gabriel, anunciam que poderão assinar com o Partido Republicano que está nas mãos do ex-vereador João Farias

1931
O prefeito Edinho Silva e o empresário Juliano Malara, novo presidente do PSD

Por aproximadamente cinco anos o PSD – Partido Social Democrático em Araraquara, teve sua Comissão Provisória nas mãos do ex-vice prefeito Coca Ferraz e do empresário Antônio Gabriel, que também teve participação no Governo de Marcelo Barbieri. Com a aproximação das eleições municipais de outubro, a disputa pelo poder político foi ampliado e a busca pelo apoio partidário, manipulado sob a ótica de acordos, dá início as brigas nos bastidores.

O primeiro golpe veio do prefeito Edinho Silva que no final do ano passado passou a cortejar Gilberto Kassab, presidente do PSD; ambos são companheiros desde os tempos em que ocupavam postos de comando dentro do Governo Federal de Dilma Roussef. Em dezembro de 2014 Kassab assumiu o Ministério das Cidades; Edinho, foi chamado para ser o ministro-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República.

Indicado para uma das secretarias de Estado no Governo Doria, Kassab teve que se afastar dos holofotes e do cargo por ser alvo de processos na Justiça e investigações na Lava-Jato no começo do ano passado. Alegou também que pretendia estruturar o PSD para as eleições municipais deste ano.

Talvez tenha sido este um dos motivos da sua reaproximação com Edinho Silva no ano passado e ambos desenharam um cenário de união para que o atual prefeito de Araraquara que é do PT tivesse a posse do PSD que estava sob o domínio de Coca Ferraz e do presidente Antônio Gabriel.

Em dezembro o TSE – Tribunal Superior Eleitoral publicou o nome do novo presidente do partido em Araraquara: Juliano Malara, empresário no ramo de postos de combustíveis e amigo próximo de Edinho Silva.

O GOLPE

Indignado com a atitude do prefeito Edinho Silva, o engenheiro Coca Ferraz, explica que – por serem amigos, Edinho e Kassab jogaram sujo. Edinho pediu o partido pra ele e nem deram satisfação começando cedo demais o jogo baixo da política, disse Coca Ferraz que pretende disputar as eleições municipais de outubro. Segundo Coca que foi vice-prefeito do governo Barbieri e candidato a vice com Edna Martins nas eleições passadas, a saída do PSD é inevitável, pois não há como conviver com o PT e nem com Kassab nestas circunstâncias.

Análise semelhante tem o ex-presidente do PSD, Antônio Gabriel, que critica a forma com que – Juliano Malara assumiu o partido, cumprindo o que Edinho combinara com Kassab ainda no ano passado. “Não houve qualquer tipo de comunicado ou explicação sobre a posição adotada por eles”, afirmou Gabriel, referindo-se a Juliano Malara e ao prefeito Edinho.

É bem provável que ambos, Coca e Gabriel, se inscrevam no PRB – Partido Republicano Brasileiro, hoje apenas Partido Republicano, atualmente nas mãos do ex-vereador João Farias, radicado em São Paulo. Eles devem definir a nova agremiação até o final de fevereiro.