Edinho e Manoel de Araújo citados em gravações e doações de Joesley para Dilma e o PT depois da eleição

Gravações telefônicas exclusivas mostram acerto entre executivo e responsável por campanha da ex-presidente. Os detalhes são do Jornal da Record e neles estão inseridos os nomes do prefeito Edinho Silva e do atual presidente da Morada do Sol Eventos, Manoel de Araújo Sobrinho.

1666

Gravações de conversas telefônicas feitas pela Polícia Federal, obtidas com exclusividade pelo jornalismo da Record TV, revelam o envio milionário de dinheiro do grupo J&F, do empresário Joesley Batista, para a campanha de Dilma Rousseff e para o coordenador de campanha do PT em Minas, o empresário Walfrido dos Mares Guia, ex-ministro de Lula.

Dilma Rousseff, ex-presidente

Na interceptação da Polícia Federal, feita com autorização judicial, o executivo da J&F, Ricardo Saud acerta com Manoel Araújo Sobrinho, apontado no inquérito como braço direito Edinho Silva, ex-tesoureiro da campanha de Dilma, o envio de R$ 6 milhões e meio de reais. Sendo R$ 5 milhões para Dilma e outros R$ 1,5 milhão para Walfrido. O envio do dinheiro foi feito depois do segundo turno da eleição de 2014.