Início Destaques

Um diálogo sobre a volta presencial das aulas. Coronavírus: Presente, professora!

Educação e outros assuntos que foram discutidos na sessão ordinária desta terça-feira estão nesta edição da coluna ZumZumZum

139

Coronavírus: presente!

O Sindicato dos Servidores Municipais de Araraquara e Região (Sismar) deflagrou greve dos funcionários da Educação a partir desta semana contra o retorno presencial das aulas. O objetivo, segundo a entidade sindical, é preservar a saúde dos trabalhadores. Já a Prefeitura, que defende isolamento social na cidade, se prepara para abrir as escolas e corre contra o tempo para prepará-las aos alunos e realizar testes de coronavírus em todos os envolvidos.

Falta de diálogo

Na sessão ordinária desta terça-feira (6), boa parte dos vereadores se posicionou do lado dos profissionais da Educação. Guilherme Bianco (PCdoB), Luna Meyer (PDT) e João Clemente (PSDB) disseram ainda que está faltando diálogo entre o prefeito Edinho Silva (PT) e os servidores em questão. Aliás, eles reforçam que outros segmentos da sociedade e da economia reclamam da postura impositiva do chefe do Executivo.

Fogo amigo

João Clemente (PSDB) alfinetou o prefeito Edinho fazendo alusão a uma ação na justiça que ele teria movido contra a deputada estadual Márcia Lia (PT), após ela aparecer em um vídeo chamando a população para uma manifestação contra a Ditadura no dia 31 de março, o que iria contra seu decreto municipal que ampliava o isolamento social no município. Nem o prefeito e nem a deputada quiseram falar sobre o assunto.

Professores vacinados, crianças infectadas

Voltando à questão da Educação, Gerson da Farmácia (MDB) defendeu que, antes do retorno presencial, os professores precisam ser vacinados. De acordo com informações repassadas pelo Sismar, com dados da Prefeitura, 385 crianças com menos de 9 anos já contraíram covid-19 em Araraquara. E olha que isso ocorreu com as escolas fechadas o ano todo. E, além disso, talvez o número seja muito maior, pois muitas vezes as crianças não desenvolvem sintomas.

Opinião pública

Quem assiste às sessões da Câmara Municipal pelas redes sociais também pode dar opinião em tempo real em uma espécie de chat que corre do lado direito da tela do internauta.Volta às aulas e vacinação foram assuntos de destaque. Lá, o espectador Enrico Chinen enfatizou: “Não ao retorno presencial das aulas!”. E José Vicente Gaspar questionou: “Gostaria de saber por que parou a vacinação. Faz 10 dias que nada acontece.”

“Olha a cara do Hel”

Um microfone ligado causou mal-estar e desentendimento no pequeno expediente desta terça-feira. O vereador Lineu Carlos de Assis (Podemos) foi acusado por Edson Hel (Cidadania) de ter dito “Olha a cara do Hel, que filho da mãe!”, o que causou reação imediata do parlamentar citado, forçando o presidente do Legislativo, Aluisio Boi (MDB), a interromper a sessão por 10 minutos.

A coluna ZumZumZum é publicada no Portal RCIA às terças e quintas