Início Destaques

Hospitais de campanha de SP têm 130 pacientes internados com covid-19

A capital tem 8.024 casos confirmados de coronavírus, com 563 óbitos

33
Hospital de Campanha no Pacaembu

Os dois hospitais de campanha da cidade de São Paulo, criados para atender pacientes infectados pelo novo coronavírus que necessitam de internação de baixa e média complexidade, têm hoje (15) 130 pacientes internados, segundo a Secretaria Municipal da Saúde.

Dos 200 leitos criados no estádio do Pacaembu para esse tipo de atendimento, 86 já estão ocupados, sendo que 80 pacientes estão instalados em leitos de baixa complexidade e seis, que estão em situação mais grave, na sala de estabilização. Ainda hoje é esperada a chegada de mais 10 pacientes no hospital de campanha do Pacaembu. Seis pacientes tiveram alta médica e vão terminar o tratamento em casa.

Já o do Anhembi teve hoje 50 pacientes internados, sendo que dois deles estão na sala de estabilização. Um deles recebeu alta médica. Outros três foram transferidos para hospitais depois do agravamento clínico. O hospital do Anhembi ainda não foi totalmente terminado, mas a previsão é de que ele tenha 1,8 mil leitos em funcionamento.

Os hospitais de campanha funcionam de portas fechadas, ou seja, os pacientes só chegam a eles transferidos de outras unidades hospitalares.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo, a capital tem hoje 8.024 casos confirmados de coronavírus, com 563 óbitos.

ESTADO

No estado de São Paulo, os hospitais já estão sobrecarregados, operando no ou próximo do limite. Estão internados em enfermarias ou em unidades de tratamento intensivo (UTI) nesta terça-feira, em decorrência da covid-19 [doença provocada pelo coronavírus], 2.332 pessoas – 1.132 em UTI e 1,2 mil em enfermarias.

O Instituto de Infectologia Emílio Ribas, na capital paulista, informou na tarde de hoje que atingiu seu limite de atendimento em UTIs: 100% dos seus 30 leitos estão ocupados.  Também já estão sobrecarregados os sistemas de atendimento em UTI do Hospital das Clínicas, com 83% de ocupação, Hospital Geral de Pedreira (87%) e Hospital Vila Nova Cachoeirinha (86%).