Início Destaques

Junho Vermelho incentiva doação de sangue

Campanha tem apoio da Prefeitura e é realizada pelo Hemonúcleo Regional de Araraquara da Unesp e Santa Casa 

35

Tem início nesta segunda-feira (1º) a campanha Junho Vermelho, que tem a missão de conscientizar a população sobre a importância da doação de sangue. A iniciativa é uma realização do Hemonúcleo Regional de Araraquara, vinculado à Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Unesp, e conta com o apoio da Prefeitura. A ação tem parceria com a Santa Casa e também tem apoio do Sesc, Senai, Senac e Shopping Jaraguá.

Batizada de Junho Vermelho em analogia à cor do sangue e ao Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado em 14 de junho, a campanha tem o objetivo de criar na população a cultura da doação e conseguir, assim, doadores regulares.

As doações abastecerão o estoque do Hemonúcleo e poderão ser distribuídas para um dos 13 hospitais vinculados à instituição. Cada doação pode salvar até quatro vidas.

Os organizadores ressaltam que todas as precauções de saúde estão sendo tomadas para evitar a disseminação da covid-19 e, com isso, garantir a segurança dos doadores.

O processo de doação é inteiramente voluntário e acontece somente por agendamento. Para dúvidas, mais informações e agendamentos, os interessados devem ligar para o telefone 3301-6102, de segunda a sexta, das 7h às 11h20 e das 14h às 14h45, período de funcionamento do Hemonúcleo, que está localizado na Avenida da Saudade, 58, no Centro.

 Requisitos para a doação de sangue:

  • Apresentar documento de identidade original com foto, emitido por órgão oficial (RG, carteira de motorista, etc)
  • Quem fizer uso de medicação deve levar o nome do medicamento
  • Ter entre 18 e 69 anos (desde que a primeira doação tenha sido realizada até os 60 anos)
  • Pesar acima de 50 kg
  • Dormir, pelo menos, 6 horas na noite que antecede a doação
  • Não fazer jejum; fazer refeições leves e não gordurosas
  • Não ingerir bebida alcoólica de 12 a 24 horas antes da doação
  • Não fumar 1 hora antes e 1 hora depois da doação
  • Se a doação for realizada após o almoço, esperar o intervalo de 3 horas para fazer a doação

Quem deve aguardar para doar sangue:

  • Quem estiver com gripe, diarreia, infecção de garganta, tomando antibiótico ou anti-inflamatório deve aguardar 15 dias após estar curado
  • Vacinas – a depender de qual vacina, esperar de 48 horas a 30 dias (informar na ligação)
  • Quem esteve em área endêmica ou em surtos de doenças transmissíveis deve aguardar 1 mês
  • Quem foi submetido à cirurgia ou tratamento dentário, é preciso aguardar de 1 dia a 12 meses, dependendo do procedimento (informar na ligação)
  • Parto ou aborto, aguardar 3 meses; se estiver amamentando, aguardar 1 ano
  • Endoscopia ou colonoscopia, aguardar 6 meses
  • Acupuntura com material próprio ou descartável, piercing, tatuagem e maquiagem definitiva, aguardar 6 meses após o procedimento
  • Piercing na língua, boca e região genital, aguardar 1 ano após a retirada
  • Quem recebeu transfusão de sangue ou soro antitetânico/antiofídico, aguardar 1 ano
  • Vacina contra raiva, aguardar 12 meses (quando há a mordida de animal)

Quem não pode doar:

Quem teve as seguintes doenças: hepatite após 11 anos de idade, lepra (hanseníase), doença de chagas, malária (maleita), aids, diabetes e câncer

  • Fez ou faz uso de drogas ilícitas
  • Costuma ter relações sexuais de risco