Início Agronegócio

Produção de açúcar dispara na quinzena e etanol recua

O total fabricado de etanol no centro-sul somou 1,8 bilhão de litros na segunda quinzena, queda de 16,7% na comparação anual

10

A moagem de cana do centro-sul do Brasil totalizou 42,2 milhões de toneladas na segunda quinzena de maio, queda de 4,74% sobre o mesmo período da safra anterior, informou a União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica)

Mas a produção de açúcar disparou 36,2% na mesma comparação, com usinas focando na commodity devido às melhores condições de mercado.

A Unica afirmou que 245 unidades estavam em operação até dia 1 de junho, ante 248 em igual data do último ano. Disse ainda que, para a primeira quinzena de junho, a expectativa é de que 13 empresas iniciem o processamento na safra 2020/2021.

O total fabricado de etanol no centro-sul somou 1,8 bilhão de litros na segunda quinzena, queda de 16,7% na comparação anual, uma vez que o setor está direcionando mais cana para o açúcar em detrimento do biocombustível, na comparação com 2019.

Antonio de Padua Rodrigues, diretor técnico da Única disse que “As condições de preço, a baixa demanda por etanol, a maior procura pelo açúcar brasileiro e a melhor qualidade da matéria-prima colhida permitiram uma intensificação na produção de açúcar, que atingiu pouco mais de 55 kg de açúcar por tonelada de cana nesta safra contra um índice abaixo de 38 kg no mesmo período da safra passada”.