Início Agronegócio

Produtores de Algodão aquecem moradores e cães de rua

Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) doa 800 peças de moletons para amenizar frio de pessoas em vulnerabilidade social

18

Em ação inédita, a Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (Abrapa) distribuiu 500 moletons adultos para moradores de rua e mais 300 roupas para seus cachorros de estimação. As malhas foram confeccionadas com 100% algodão brasileiro e sustentável.

A distribuição ocorreu no domingo (26) na zona central da cidade, através do Movimento Sou de Algodão da Abrapa. A ação foi anunciada no dia 20 de julho, em comemoração ao “Dia do Amigo”. Com o slogan ‘Eu Te Protejo’, o Movimento Sou de Algodão ajuda a amenizar o frio de pessoas que estão em estado de vulnerabilidade social e seus fiéis companheiros.

“Devido ao isolamento social, as doações de itens de higiene, agasalhos, alimentos e rações diminuíram”, diz Milton Garbugio, presidente da Abrapa. “Por isso, decidimos entrar nesse projeto e fazer as entregas de moletons de algodão, fibra que auxilia no aquecimento do corpo.”

Segundo o censo mais recente da Prefeitura de São Paulo, realizado em 2019, são cerca de 24 mil pessoas em situação de rua e somente metade desse número está acolhido.

Sou de Algodão

O Movimento Sou de Algodão foi criado pela Abrapa em 2016. Trata-se de uma campanha de incentivo do uso do algodão na confecção de roupas. O anúncio do movimento aconteceu no mesmo ano de 2016 durante a São Paulo Fashion Week (SPFW), a mais importante mostra de tendências de moda do País.

De lá para cá, a Abrapa tem promovido campanhas para fortalecer a imagem do algodão brasileiro e instigar o consumidor a preferir peças feitas da fibra natural a roupas de material sintético. O produto colhido nos campos brasileiros é naturalmente mais confortável e ambientalmente mais sustentável.

Fonte: AgroSaber