Início Artigo

Carta Aberta aos profissionais da área de Saúde da minha cidade

Por Ivan Roberto Peroni

141

Profissionais da área da Saúde, mais especificamente de Araraquara, pois ela é o quintal dos nossos sonhos e desejos, saem fortalecidos desta pandemia como heróis da resistência, valorizados e reconhecidos pela luta a que se propuseram realizar em defesa de uma causa. Pela união de todos, graduados ou não, se agigantam dentro da permanente crise da Saúde Pública e dão exemplo de amor à profissão.

É interessante perguntar num momento assim – Você já parou para pensar sobre a importância dos profissionais da saúde neste momento de pandemia do coronavírus? Profissionais de saúde no mundo todo vêm trabalhando incansavelmente no combate à doença. E merecem nosso reconhecimento. Aos que estão próximos a nós, ainda que Araraquara seja um grão de areia perante grandes cidades que vêm sofrendo o impacto da doença, o nosso muito obrigado pelo esforço de todos para conter o Covid-19. Estendemos esse reconhecimento aos trabalhadores de supermercados, farmácias, postos de combustíveis, aos motoristas e nossos policiais que precisaram manter suas atividades.

Ainda outro dia em uma roda de amigos, observando a movimentação dos profissionais da Saúde que estão mais afetos ao trabalho de atendimento aos casos provocados pela doença, dizíamos que os serviços de saúde são essenciais para a vida humana e possuem principalmente num momento como esse, um forte apelo social capaz de aproximar o mundo do trabalho ao da existência e que vai se completar no ato da sua realização.

Por ter seu produto consumido no mesmo momento em que é produzido, as facetas envolvidas no processo de trabalho em saúde podem passar despercebidas.  A falta de consenso na identificação do ser humano com carência de atenção em saúde, como objeto de trabalho compartilhado pela equipe, dificulta as trocas de saberes e a qualificação da assistência.

Mas, a pandemia – de forma curiosa proporciona o milagre de aproximar todos, cientistas, médicos, enfermeiros, tornando importante até mesmo a presença do motorista do SAMU, levando-nos a entender que a cidade foi transformada em uma camada de necessidades onde todos se tornam iguais perante Deus.

Assim, da Secretária Municipal de Saúde, Eliana Honain, ao mais simples profissional, em meio ao retrato do desespero, nos curvamos para elogiar o esforço e a dedicação de cada um, trabalhador ou voluntário, pois é pela dor que nos juntamos em defesa da preservação da vida.

O trabalho em saúde deve ser entendido como um trabalho coletivo, que apesar das diferenciações de conhecimentos e de práticas profissionais, faz parte de um conjunto que resulta na assistência à saúde de seres humanos. Assim, sua reflexão e compreensão tornam-se imprescindíveis para a prestação de uma assistência de qualidade. Assistência esta desenvolvida por seres humanos que vêem o produto de seu trabalho valorizado socialmente. Apreender o produto final do trabalho implica em aspectos que envolvem a preocupação com a assistência, com o compromisso de cada profissional e do conjunto da equipe com esse trabalho. Parabéns.

*Ivan Roberto Peroni, jornalista e membro  da ABI, Associação Brasileira de Imprensa

**As opiniões expressas em artigos são de exclusiva responsabilidade dos autores e não coincidem, necessariamente, com as do RCIARARAQUARA.COM.BR