Início Cidade

Beauty com toda sua beleza é campeã em Punta Del este

Os irmãos João e Aldo Comitto, que sempre participam de exposições com seus cães premiados comemoram mais uma conquista da araraquarense Beauty: agora no Uruguai.

497
A imponência de Beauty

Quando se fala em canil de criações de raças, muitos acendem o pisca alerta na questão de não comprar um cachorro e sim adotar, mas quando se tem amor a uma raça específica, a criação exige padrões e responsabilidade.

Em Araraquara encontramos os irmãos João Carlos Comitto e Aldo Comitto Júnior que são apaixonados desde crianças pela raça Dobermann.

João Carlos de 61 anos diz que conheceu a raça Dobermann aos 17 anos, em 1977, então comprou seu primeiro cão, mas nunca fez criação. Com o passar do tempo resolveu que colocaria seus cachorros para participar de exposições “aí você começa a conhecer criadores, como funciona realmente, então começamos a participar, pois o que conta é estrutura, beleza e temperamento. “Nasce então o canil familiar Darewind.

Aldo apresenta os troféus de Beauty

Para João os cães são da família; um dos cachorros que faz parte de seu canil é Rhallex The Black Cairo de 6 anos, o padreador número um do Brasil na raça, imponente, muito requisitado por outros canis para acasalamento, até mesmo fora do país. “Do Japão, da China, através da rede social já recebemos muitas ofertas para a compra do Cairo, mas ele não sai daqui por preço nenhum, é meu, vai morrer comigo, tenho um vínculo com meus animais”, diz João.

Cairo e a fêmea Dobs Legend Spirit of The Braves Ariana moram em sua casa, já na casa de Aldo tem o Dark de 2 anos. Spirit of The Braves Ianny, de 5 anos, multi campeão que já participou de campeonatos brasileiros, inclusive tendo passagem importante no México, onde se sagrou campeão mexicano e ganhou uma das mais importantes exposições do país, a Expocan. E, também, Apolo que está em treinamento para exposições na cidade de Indaiatuba com seu handler.

Beauty vencendo o TOP 20 na Nacional do Dobermann 2019

A raça Dobermann tem origem na Alemanha, foram para guerra na era nazista e quase foram dizimados. Americanos levaram a raça e desenvolveram, deixando-os mais refinados e elegantes, e, também, moldaram o temperamento. Para Aldo, o cão é o espelho do dono e de como é criado.

Aldo ressalta que para se comprar um cão de raça, é necessário procurar um criador sério e competente, que tenha canil registrado, que você possa ir até o local e ver o pai, a mãe, e como são tratados. Para ele também não se pode comprar de canis que colocam as matrizes para dar uma cria atrás de outra, ou que não sejam bem tratados e alimentados. “Infelizmente dentro do nosso meio, até mesmo frequentando exposições da Confederação Brasileira de Cinofilia (CBKC), já teve gente com má conduta, chegando a ser expulsa do rol de criadores, por fazer uso desta prática tão danosa para com os cães. Tem gente ruim em qualquer segmento, estes não podem ser considerados criadores, e sim comerciantes criminosos” – afirma Aldo.

João Comitto com Cairo, o primeiro padreador do Brasil

Ressalta ainda que ele e o irmão só participam de boas exposições com um bom clube. “Esses campeonatos são sérios, temos uma criação artesanal, desde os meus 10 anos já estava na cinofilia e nestes anos só tivemos uma única ninhada. Nossos cães têm que ter espaço, um bom trato, proximidade com a família e como todo cachorro, nós visamos o aprimoramento da raça, então para criadores sérios, o cruzamento deve ser feito dentro de normas”, diz Aldo.

O dobermann Rhallex The Black Cairo, o número um da raça como padreador é filho de cão argentino, que foi importado para o Brasil, e uma fêmea de um criador brasileiro. E tanto João como Aldo, sabiam do potencial do cachorro que fez apresentações, foi mostrado limitadamente, por ser muito amoroso e caseiro. “Quando colocamos um cão para exposição, temos que abrir mão do contato diário, é como um filho que vai estudar fora, ele fica com o Handler para ser treinado, e Cairo é bem caseiro. Depois de um tempo chegou a fêmea Dobs Legend Spirit of The Braves Ariana para fazer companhia a ele, mas percebemos o potencial dos dois, então resolvemos cruzar, já que o fenótipo e o genótipo de ambos se completavam e era acima da média, então nasceram cinco filhotes, registramos e abrimos nosso canil de nome Darewind. Desta primeira ninhada nasceu Darewind Amazing Beauty que desde pequena já mostrava uma precocidade”.

Beauty foi para um amigo, João e Aldo incentivaram que ele a levasse para uma exposição. Logo na primeira com 6 meses de idade, ela ganhou o Best in Show, isto é, foi a melhor da exposição para sua idade. E assim sucessivamente em todas as exposições que participava, virou um fenômeno. Mas devido a problemas, seu tutor não pode dar continuidade com as apresentações, e quem deu todo o suporte necessário para isso foi Ana Maria Donna Dalle Rose, uma criadora experiente na raça que se encantou com a cachorra. Ela começou a levar a Beauty para as exposições. Resumindo, a cachorra nascida no Canil Darewind de Araraquara, tem 42 Best in Shows (melhor da exposição) no ano de 2019 e mais outras 44 colocações em finais de exposição, isso sem dúvida fez com que ela apesar de tão jovem, já entrasse para a história da raça Dobermann no país.

Essas exposições ou shows, como chamamos, algumas costumam ter a participação de até 500 cães das mais variadas raças em pista. A Beauty fechou o ano como melhor dobermann, melhor do seu grupo e a segunda melhor colocada entre os cães de todas as raças. Foi, também, vencedora do Top 20 2019 e pré-nacional, eventos importantes do cenário da raça no país.

“Ela virou um fenômeno, quando chegava em pista todos paravam para vê-la” – diz Aldo orgulhoso da cadela que nasceu em suas mãos. Beauty tem fã clube e recebe mensagens do mundo inteiro, para os criadores é como um campeonato de futebol, “é como ganhar o campeonato brasileiro, sem contar que ela também já foi campeã na Argentina e Uruguai, tem criadores que chegam a levar um time de cães para competir e o nosso canil tem só nossa cadela”.

Aldo ressalta também que para participar de exposições, os cães precisam ser bem tratados, amados, pois eles não podem demonstrar nem agressividade, nem medo, “ele tem que estar impecável e feliz, tem que deixar ser tocado, interagir com seu Handler, que é quem o conduz”.

Participando neste domingo (16) de exposição e competição promovida pelo Kennel Club Uruguayo em Punta Del Este, a cachorra Dare Wind Amazing Beauty conquistou mais um título de campeã, motivo de orgulho para os irmãos  Aldo e João Carlos Comito.