Início Ferroviária

Sérgio Soares lamenta empate da Ferroviária contra o Santos: “Sabor amargo”

Treinador lamenta chances perdidas e viu Éverson como o grande herói santista na noite de ontem

72
Crédito: Tiago Pavini / Ferroviária S/A

O empate na noite deste domingo, diante do Santos, não foi muito bem digerido dentro da Ferroviária. Apesar a vitória não ter vindo, o futebol apresentado na Fonte Luminosa encheu de esperança o torcedor grená que busca ver a equipe em uma colocação melhor dentro Paulistão.

Após o jogo, o treinador grená, Sérgio Soares, falou sobre o desempenho da equipe, mas também destacou a noite iluminada do goleiro Éverson, do Peixe.

“Pelo volume que apresentamos no jogo, ficou um sabor amargo. O time teve uma intensidade, rodou a bola, fez todas as ações que se pede em um time de futebol fazer, e o Éverson, que é um goleiro que eu conheço bem, fez, no mínimo, dois milagres e fez a partida ficar 0 a 0”, conta Soares.

De acordo com o site de estatística, SofaScore, apesar da Locomotiva ter terminado com menos posse de bola (58% contra 42%), foi a que mais chutou, sendo 20 finalizações (cinco no gol), contra nove santista (três no alvo).

Na segunda etapa, o polivalente Patrick Brey, que entrou no lugar de Felipe Ferreira, teve a principal oportunidade de gol, quando carimbou a trave.

“No primeiro tempo, todas as ações do jogo foram feitas por nós e não conseguimos transformar isso em resultado. Já no segundo tivemos um equilíbrio maior, mas o gosto é amargo. Ao longo dos 90 minutos, não traduzimos isso em gol”, complementa.

Agora, a Ferroviária foca no próximo adversário, a Ponte Preta, neste sábado, às 19h, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela sétima rodada do estadual.