Início Cidade

Conselho Municipal de Saúde busca parceria do Legislativo

O novo presidente do Conselho de Saúde Haroldo Campos busca uma cruzada em prol da Saúde na cidade

277

Em busca de uma parceria “pró SUS”, representantes do Conselho Municipal de Saúde se reuniram, na segunda-feira (12), no Plenário da Casa de Leis, com os membros da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, composta pelo presidente Gerson da Farmácia (MDB) e vereadores Jéferson Yashuda (PSDB) e Zé Luiz – Zé Macaco (PPS).

Segundo o presidente do conselho, Haroldo Campos, a comissão precisa se aproximar do grupo, a fim de lutar pela saúde do município. “Assim como vocês, nós também fiscalizamos, indicamos caminhos para a Prefeitura, escutamos a secretária de Saúde e levamos os problemas da cidade à Administração. Todos nós trabalhamos pelo povo.”

O conselho frisou também a importância de criar um Plano Municipal de Saúde que contorne os problemas de orçamento advindos, em grande parte, da Emenda Constitucional 95, que limita os gastos públicos por 20 anos. Os representantes solicitaram apoio dos vereadores para conseguir uma agenda com o diretor da Diretoria Regional de Saúde, Antônio Martins de Oliveira, com o objetivo de discutir as questões orçamentárias da área da saúde. Além disso, Campos convidou os parlamentares para acompanhar as reuniões do conselho.

         “Com o aumento do desemprego e a migração de diversos usuários dos planos de saúde para o SUS, é muito importante esse diálogo e união. Precisamos construir alternativas para a falta de recursos”, concluiu Gerson da Farmácia.

         Também participaram da reunião os conselheiros municipais Pedro Vitalle Júnior, Rosana Nasser e Sílvio Velloso de Castro.

 

Em busca de uma parceria “pró SUS”, representantes do Conselho Municipal de Saúde se reuniram, na segunda-feira (12), no Plenário da Casa de Leis, com os membros da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, composta pelo presidente Gerson da Farmácia (MDB) e vereadores Jéferson Yashuda (PSDB) e Zé Luiz – Zé Macaco (PPS).

Segundo o presidente do conselho, Haroldo Campos, a comissão precisa se aproximar do grupo, a fim de lutar pela saúde do município. “Assim como vocês, nós também fiscalizamos, indicamos caminhos para a Prefeitura, escutamos a secretária de Saúde e levamos os problemas da cidade à Administração. Todos nós trabalhamos pelo povo.”

O conselho frisou também a importância de criar um Plano Municipal de Saúde que contorne os problemas de orçamento advindos, em grande parte, da Emenda Constitucional 95, que limita os gastos públicos por 20 anos. Os representantes solicitaram apoio dos vereadores para conseguir uma agenda com o diretor da Diretoria Regional de Saúde, Antônio Martins de Oliveira, com o objetivo de discutir as questões orçamentárias da área da saúde. Além disso, Campos convidou os parlamentares para acompanhar as reuniões do conselho.

         “Com o aumento do desemprego e a migração de diversos usuários dos planos de saúde para o SUS, é muito importante esse diálogo e união. Precisamos construir alternativas para a falta de recursos”, concluiu Gerson da Farmácia.

         Também participaram da reunião os conselheiros municipais Pedro Vitalle Júnior, Rosana Nasser e Sílvio Velloso de Castro.