Início Cidade

Dia Nacional da Vacinação reforça a importância da imunização nos 15 primeiros meses de vida

Segundo a pediatra Dra Volia Carvalho de Almeida, o Programa Nacional de Imunização (PNI) disponibiliza, gratuitamente, as vacinas mais importantes para esse público alvo

16
A taxa ideal de imunização para essa faixa etária é de 97%. (Foto: Divulgação)

O Programa Nacional de Imunização (PNI) é referência mundial. Porém, a alta taxa de cobertura, que sempre foi sua principal característica, vem caindo desde 2015. Em Araraquara, segundo dados Vigilância Epidemiológica há, atualmente, uma baixa cobertura vacinal em crianças até os 15 meses de vida.

Neste Dia Nacional da Vacinação (17/10), a pediatra da Unimed Araraquara, Dra Volia Carvalho de Almeida, comenta que a pandemia da Covid-19 influenciou, diretamente, na queda desses dados, pois os pais ou responsáveis ficaram com receio de sair de casa. “Muitos se isolaram tentando proteger seus filhos para que não fossem contaminados”, completa.

A taxa ideal de imunização para essa faixa etária é de 97%, com a total cobertura oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Araraquara transita entre os 80 e 89%. “Esse cenário pode colaborar para o reaparecimento de doenças controladas ou erradicadas. Por isso é importante esse constante acompanhamento”, completa.

Ainda segundo a Vigilância Epidemiológica da cidade, a varicela é a vacina que mais preocupa, pois seu índice está em 78%. “A varicela, popular catapora, é uma doença infecciosa e altamente contagiosa. Suas complicações, respiratórias, cerebrais, entre outras, são graves”, revela.

A pediatra Dra Volia Carvalho de Almeida. (Foto: Divulgação)

A boa notícia é que atualizar a carteirinha de vacinação do seu filho não custa nada, visto que Programa Nacional de Imunização, ligado ao Sistema Único da Saúde (SUS), aplica, gratuitamente, às doses mais importantes nesses 15 meses. “Apenas a proteção contra as meningites tipo A, B, W e Y não fazem parte dessa carta, mas as mesmas podem ser encontradas em clínicas particulares”, finaliza.