Início Cidade

Governo autoriza estabelecimentos comerciais a funcionarem oito horas diárias 

Definiu também critérios para a volta opcional às aulas, com autonomia das prefeituras segundo suas respectivas realidades locais

218
86% da população paulista está na fase amarela do Plano SP de flexibilização da quarentena

Com a presença do Vice-Governador Rodrigo Garcia e dos Secretários de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, Saúde, Jean Gorintcheyn, Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, Turismo, Vinícius Lummertz, Habitação, Flávio Amary,  e Educação, Rossieli Soares, a coletiva de imprensa desta quarta-feira (19), no Palácio dos Bandeirantes, apresentou as mais recentes informações acerca da evolução e enfrentamento da pandemia de coronavírus no estado, bem como as medidas de retomada da economia.

Foram dois anúncios importantes. Primeiro,  o Governo de SP amplia de seis para oito horas o horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais e de serviços para as regiões e os municípios na fase amarela do Plano SP. A partir de sexta-feira, shoppings centers, restaurantes, comércio de rua, escritórios, barbearias, academias de esportes, etc, poderão ampliar em duas horas seu funcionamento.

“Esta evolução nos parâmetros do nosso plano foi aprovada pelos técnicos e médicos do nosso Centro de Contingência do coronavírus”, disse o Vice-Governador Rodrigo Garcia.

O segundo anúncio diz respeito à área da Educação. O Governo do Estado define critérios para a volta opcional às aulas, com autonomia das prefeituras segundo suas respectivas realidades locais.

“Fizemos uma grande parceria com os municípios e a sociedade civil na implementação do Plano SP. A autonomia dos municípios também será fundamental na volta ás aulas. Estamos progredindo e avançando na luta contra o vírus e na reabertura gradual e regionalizada da economia, sempre baseados na ciência e na medicina, visando o bem-estar e a segurança de todos os brasileiros de SP”, afirmou o Secretário Marco Vinholi.

A ampliação do horário de funcionamento dos estabelecimentos comerciais vale a partir de sexta-feira (21); restaurantes poderão oferecer consumo local até as 22h na fase verde. Empresários podem escolher se adotam jornada contínua ou fracionada, respeitando este limite. Ocupação máxima deve ser de 40% da capacidade dos assentos e fechamento deve ocorrer até as 22h

“Este aperfeiçoamento foi aprovado pelo Centro de Contingência. Mesmo com essa autorização feita através de decreto do Governo de São Paulo, os prefeitos têm autonomia para aplicar a medida e decidir se a mudança será adotada e em que momento deve ser adotada em suas cidades”, disse Garcia.

São Paulo contabiliza até hoje 721 mil casos de coronavírus e 27.591 óbitos. A taxa de ocupação de leitos de UTI está em todo o estado abaixo de 60%.