Justiça barra manifestantes e proíbe concentração nesta segunda (13) em frente à Prefeitura

Movimento pró reabertura do comércio programado para esta segunda-feira feira através de grupo formado em página do facebook foi proibido por decisão do Juiz Marco Aurelio Bortolin

345

Através das redes sociais um grupo de pessoas liderado por Samuel Zorzella vinha programando para esta segunda-feira (13) uma concentração em frente a Prefeitura Municipal de Araraquara. A manifestação visava insistir na reabertura do comércio em Araraquara que segundo o grupo vem ocasionando sensíveis prejuízos a nossa economia.

Em um vídeo publicado por Sorzella neste domingo de páscoa, ele que aparece como requerido em uma petição inicial formulada pela Prefeitura de Araraquara e proibida pela Justiça, explica as razões da manifestação.

A decisão do Juiz Marco Aurélio Bortolin contudo impede a realização do agrupamento de pessoas e pede que os requeridos cancelem pelas redes sociais a manifestação presencial no prazo de três horas, contados da intimação que receberão de oficial de Justiça pela rede social – facebook (única forma de identificação neste momento), substituindo-a, em querendo, por manifestação eletrônica através de lives.