Início Cidade

Programa de hortas comunitárias é iniciado no Jardim São Rafael

‘Colhendo Dignidade’, iniciativa da Prefeitura e do Daae, proporcionará integração da comunidade no plantio e na colheita de alimentos

31
A Prefeitura lançou na tarde desta sexta-feira (20), no Jardim São Rafael, o Programa Municipal de Hortas Urbanas Comunitárias – Colhendo Dignidade, realizado pela Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social, pela coordenadoria de Segurança Alimentar e pelo Daae (Departamento Autônomo de Água e Esgotos).


O projeto piloto é desenvolvido em um terreno na Rua Lázaro Mendes Ferreira, ao lado da unidade de saúde do São Rafael e do CEU das Artes. A horta começará com 500 m², podendo chegar a 900 m², e a organização do trabalho produtivo deve reunir um grupo de 20 a 30 moradores.

A princípio serão plantadas mudas de frutíferas, mas, posteriormente, também haverá legumes e hortaliças. A colheita será feita apenas para consumo próprio e doação a famílias necessitadas.

“A comunidade se organiza para o plantio de hortas que vão garantir alimentos de qualidade para as famílias que mais precisam. Espero que a população esteja presente e se envolva no projeto”, disse o prefeito Edinho.

O superintendente do Daae, Donizete Simioni, destacou também o lado ambiental. “Além da horta, vamos ter futuramente um pomar. Um projeto também de meio ambiente e que vai deixar este espaço muito mais bonito. Parabéns a toda a comunidade do Jardim São Rafael”, declarou.

A secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Barbosa, afirmou que o programa integra uma lista de outras ações da Prefeitura para o fortalecimento do ser humano. “Desejo que nós possamos voltar aqui daqui a um tempo e colher esses frutos”, resumiu.

O coordenador de Segurança Alimentar, Marcelo Mazeta, agradeceu a todos que trabalharam na organização do “Colhendo Dignidade”. “Esse programa vai propiciar que alimentos cheguem à mesa das pessoas que mais precisam e garantam muita saúde”, destacou.

Em nome da Câmara Municipal, o vereador Edio Lopes (PT) parabenizou a ação. “Quem ganha é a comunidade, com alimentos de qualidade e sem agrotóxicos. Que as famílias venham produzir, tenham integração social e dividam os alimentos”, concluiu.

Ainda estiveram no evento o vice-prefeito e secretário do Trabalho e do Desenvolvimento Econômico, Damiano Neto; a gestora de projetos Enedina Andrade; outros secretários, coordenadores e gestores municipais; o padre João Orlando Cavalcante de Souza, da Paróquia São Francisco de Assis; Steyce Chaves, representando o grupo Coletivo da Horta; entre outras autoridades e o público presente.