Início Cidade

Araraquara: 68 casos de coronavírus; 7 aguardam resultados de exames

Em boletim divulgado nesta segunda-feira (27) o Grupo de Contingência além de fazer novos alertas também aponta o balanço de casos nas últimas horas

46
Apenas um paciente está internado em UTI na cidade

Araraquara possui hoje (27), de acordo com boletim do Comitê de Contingência, 68 casos confirmados de Coronavírus e 7 casos estão aguardando resultado de exame. Do total de casos confirmados, 14 permanecem em quarentena e 51 já saíram.

Hoje, 9 pacientes estão internados. Destes, 8 estão em enfermaria – sendo que 2 casos já foram positivados e 6 são suspeitos – e 1 paciente suspeito está internado em UTI.

Foram notificados, até o momento, 3 óbitos confirmados decorrentes de Coronavírus na cidade e 1 caso aguarda resultado de exame.

Destacamos que os casos suspeitos e confirmados, assim como seus comunicantes, estão sendo monitorados pela Secretaria Municipal da Saúde. O objetivo é orientar e cobrar o cumprimento da quarentena.

REUNIÃO NESTA SEGUNDA

O Comitê de Contingência do Coronavírus Araraquara, instituído por Decreto Municipal, se reuniu nesta segunda-feira (27), para novas deliberações a respeito do combate à transmissão do COVID-19 (Coronavírus).

O Comitê reforça a importância do isolamento social e a adoção de medidas que evitem aglomeração de pessoas em espaços públicos.

De acordo com o artigo 13 do Decreto Municipal no 12.236, “fica altamente recomendado a todos os munícipes, bem como aos demais coletivos e entidades associativas, partidárias, desportivas, condominiais, educacionais, religiosas, de entretenimento, dentre outros, que se abstenham de participar, organizar ou realizar quaisquer atividades que impliquem ou resultem em aglomeração de pessoas”.

Dessa forma, o Comitê mantém a recomendação de que as atividades religiosas, como cultos e missas, sejam realizadas de forma virtual neste período de pandemia do Covid-19, para segurança dos fieis e da comunidade em geral.

A realização das atividades presenciais fica sob a decisão dos líderes religiosos. No entanto, é importante ressaltar que, para qualquer atividade presencial, se torna obrigatório a observância das orientações dos organismos de saúde e o cumprimento das medidas de contenção do Coronavírus, apontadas em decreto municipal, que reconhece o estado de calamidade pública em Araraquara.

A fim de combater os riscos de transmissão e de contágio da doença, é indispensável a adoção de medidas de higienização de seus ambientes internos e externos, bem como medidas de distanciamento mínimo entre as pessoal.

Em caso de atividade presencial, deverá ser observada distância segura entre as pessoas e estas deverão utilizar máscaras, que podem ser caseiras. Vale destacar que, a partir do dia 1º de maio, o uso de máscaras ou proteção de nariz e boca será obrigatório em todos os espaços públicos e no transporte coletivo do município.

Também deverão ser disponibilizados recipientes com álcool em gel a 70% (setenta por cento) para uso dos frequentadores.

Mesmo com a observância de todas as medidas preventivas que constam no decreto municipal, o isolamento social é a principal arma de combate da transmissão e de contágio da doença, por isso, o ideal é a que atividades religiosas sejam realizadas de forma virtual, com uso das ferramentas digitais que evitam a aglomeração das pessoas nas missas e cultos.

Informações oficiais sobre o enfrentamento do Coronavírus no município também podem ser acessadas no site www.araraquara.sp.gov.br e nas redes sociais da Prefeitura.