Início Cultura e Lazer

Sesc apresenta exposição de Marcelo D’Salete – A história negra em quadrinhos

Abertura está marcada para o dia 19 de março, quinta-feira, às 20 horas

16

A partir de 19 de março entra em cartaz no Sesc Araraquara a exposição Marcelo D´Salete – A História Negra em Quadrinhos com curadoria de Emanoel Araújo. Com sua primeira montagem realizada no Museu Afro Brasil em 2018, a Mostra chega à Araraquara trazendo a obra do quadrinista, ilustrador e professor Marcelo D´Salete, que com suas publicações Encruzilhada (2011), HQ Cumbe (2014) e Angola Janga (2017), aborda a história de resistência à escravidão no Brasil pela ótica dos povos negros.

A Obra gráfica de Marcelo D´Salete – Por Emanoel Araújo (Diretor Curador do Museu Afro Brasil) O que se evidencia na obra de Marcelo D´Salete é a qualidade de seus desenhos. Três de seus livros são agora abordados nesta exposição para reconhecer – além do talento do seu preciso e precioso desenho, que conta nessas histórias e nas suas pesquisas – o quanto falam profundamente da nossa memória, da nossa ancestralidade, da vida dos nossos antepassados africanos escravizados e espoliados na busca infinita de liberdade.

Nos livros Encruzilhada, Cumbe e Angola Janga é possível perceber a fluidez dos desenhos em suas narrativas, com linhas, volumes, contrastes entre pretos e brancos, os vazios profundos de onde emergem tensões, detalhes com closes precisos nas aproximações contra as minúcias que fluem magnificamente.

Todos esses aspectos trazem uma extraordinária definição das figuras e dos seus trações característicos de que fala a história. A relevância com que Salete desenvolve o domínio do traço da figura humana mostra o quanto esse aspecto expretessionista do desenho fala, age, mexe no subconsciente de forma extraordinária e emocional.

Assim, os livros e suas histórias – nesta exposição com os originais e ampliações – devem seduzir seus leitores e espectadores habituados a esse tipo de proposta contada em quadrinhos, que narra, sobretudo, uma nova visão de fatos profundos que nos envolvem e nos falam também de um tempo que nos serve como uma reflexão; de que a procura da liberdade do homem termina sempre como um dever além do tempo e de todos os tempos.

Abertura:

Dia 19/3, quinta, às 20h.

Visitação:

De 20/3 a 21/6.

Terça a sexta, das 13h às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 9h30

às 18h.

Salas de Múltiplo Uso 2 e 3. Grátis. Livre.

Agendamentos de grupos e escolares pelo telefone (16)3301-7528 e pelo e-mail

[email protected]