Início Destaques

Aplicativo do ConecteSUS sofre ataque hacker

Durante a madrugada, site do ConecteSUS e a página do Ministério da Saúde sofreram um ataque hacker. Grupo assumiu o ataque e disse que 50 TB de dados internos foram 'copiados e excluídos'. PF e GSI foram acionados para investigar

48
Aplicativo sofreu ataque hacker

Usuários do ConecteSUS relataram, na manhã desta sexta-feira (10), que os comprovantes de vacinação não estão aparecendo no aplicativo. Outros disseram que não conseguem nem sequer entrar no aplicativo.

O ConecteSUS é o aplicativo responsável pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19, exigido para acessar locais públicos. Até o momento, o comprovante é exigido em 19 capitais do Brasil.

A queda dos sistemas teve reflexos pelo país: em Salvador, onde o comprovante começou a ser exigido na rodoviária, passageiros não conseguiram embarcar. No Piauí, houve filas para a vacinação.

No Acre, quem perdeu o comprovante em papel não consegue tomar a 2ª dose ou a dose de reforço; o mesmo aconteceu no Oeste de Santa Catarina. O governo do Tocantins diz que não consegue notificar casos e mortes de Covid.

O Ministério da Saúde informou que a Polícia Federal e o Gabinete de Segurança Institucional já foram acionados para investigar o caso. O problema também afetou o sistema de notificação de casos da Covid-19 e a página que compila dados de vacinação para outras doenças no país (SI-PNI), segundo a pasta.

O governo federal também decidiu suspender a necessidade de comprovante de vacina contra a Covid para viajantes que chegarem ao Brasil por via aérea. Segundo apurou o Blog da Ana Flor, a suspensão será temporária, até a normalização do ConecteSUS.

Dados não serão perdidos, diz ministro

Em Belo Horizonte nesta sexta, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse que os dados da população “não serão perdidos” e chamou o incidente de “atitude criminosa”.

“Esses dados não serão perdidos, o Ministério da Saúde tem todos os dados, é só uma questão de resgatar esses dados e colocá-los à disposição da sociedade”, afirmou Queiroga em visita a Belo Horizonte.

“Uma atitude criminosa, de um hacker, que tá sendo investigada pela Polícia Federal, pelo Gabinete de Segurança Institucional. Hoje, o empenho total é para esses dados estarem disponíveis no mais curto prazo possível. Está sendo investigado e assim que tiver alguém culpado será exemplarmente punido”, declarou.