Início Destaques

Araraquara registra queda de 5,7% nas exportações em comparação com 2019

Resultado está alinhado aos níveis nacionais, cuja redução atingiu 8% na mesma comparação

26
A soma de toda exportação e importação, está 11,4% menor quando comparado a 2019

O saldo da balança comercial de Araraquara, apurado pela diferença entre as exportações e importações de bens realizados com o resto do mundo, registrou superávit de US$ 32,66 milhões em outubro, como informado pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex). De acordo com o levantamento realizado pelo Núcleo de Economia do Sincomercio Araraquara, o resultado é 17,27% menor que o registrado em setembro de 2020 (US$ 39,48 milhões). Na comparação interanual, houve aumento de 17,73%, com diferença de US$ 4,918 milhões ante os US$ 27,74 milhões movimentados em outubro de 2019.

As exportações do município encerraram o mês totalizando US$ 35,37 milhões, resultado 22% menor em relação aos US$ 45,51 milhões de setembro e 10,6% maior que o registrado em outubro do ano passado (US$ 32 milhões). Já as importações apresentaram redução expressiva de 55% na comparação mensal – US$ 2,7 milhões em outubro contra US$ 6,03 em setembro de 2020 – e baixa na comparação interanual: -36% em relação a outubro de 2019.

Resultados da Balança Comercial em Araraquara – Em US$ Milhões

Fonte: Secex/Mdic. Elaboração: Sincomercio Araraquara

No acumulado do ano, as exportações totalizaram US$ 405,54 – variação de -5% em comparação com o mesmo período do ano anterior – e as importações US$ 39,81 milhões – queda de 29,08%. Já o saldo da balança comercial durante os 10 meses de 2020 foi positivo em US$ 365,72 milhões, resultado 2,2% menor que os US$ 373 milhões registrados entre janeiro e outubro deste ano.

O resultado local está alinhado ao observado na balança comercial brasileira. A corrente de comércio de 2020, ou seja, a soma de toda exportação e importação, está 11,4% menor quando comparado a 2019. Enquanto a municipal registra redução de 8,4% na mesma comparação. “Apesar da redução nas transações com o resto do mundo, os cenários nacional e municipal seguem positivos, uma vez que os preços das commodities têm se valorizado conjuntamente com a depreciação cambial, beneficiando o saldo da balança comercial num cenário de retomada das principais economias”, destaca Marcelo Cossalter, pesquisador do Sincomercio.

A análise revela ainda que, entre janeiro e outubro deste ano, as importações de Araraquara representaram 0,1% no total importado por São Paulo, o que coloca o município na 89° posição dentro do Estado.

PAUTA IMPORTADORA

A pauta importadora da cidade no período de janeiro a outubro de 2020 ficou concentrada nos bens intermediários, representando 50,4% do total importado. Esses bens são classificados como matérias-primas e demais insumos incorporados na fabricação de outros produtos. Nesse sentido, destaca-se a demanda municipal pela compra de acrílico em formas primárias – 5,5% dos insumos importados, por ser um material amplamente utilizado pela indústria automotiva, de eletrônicos de comunicação, além das aplicações na medicina e odontologia.

Os bens de capital – máquinas e equipamentos empregados na indústria intermediária para a produção de outros bens – representaram 38% no total importado por Araraquara no mesmo período. Os itens mais demandados foram as máquinas e os aparelhos para agricultura, horticultura e silvicultura.

Em terceiro lugar, os bens finais de consumo – utilizados pelos indivíduos e famílias – ocuparam 11% do total importado pelo município em 2020. Nessa categoria, destacam-se os filés de peixes frescos, refrigerados ou congelados, atingindo 9% entre todos os produtos importados.

Exportações e Importações de Araraquara e países parceiros – Out/20

Fonte: Secex/Mdic. Elaboração: Sincomercio Araraquara