Início Cidade

Defesa Civil organiza ações para o Verão 2022 e canteiro da “16” é a preocupação

Neste momento, a grande preocupação é o canteiro central da Rua Castro Alves, que liga o Santana ao Carmo e que no momento passa por capinação

44
Imagem da reunião do grupo de trabalho coordenado pelo secretário coronel João Alberto Nogueira Júnior, da Segurança

Com a participação de representantes de várias secretarias municipais, a Defesa Civil de Araraquara realizou uma reunião de trabalho nesta terça-feira (24), no auditório da Companhia Tróleibus Araraquara, no Jardim Primavera, sobre o Plano Verão 2022, de ampliação das ações preventivas no período de 15 de dezembro de 2021 a 15 de março de 2022.

Durante a abertura, o secretário coronel João Alberto Nogueira Júnior, da Secretaria Municipal de Cooperação em Assuntos de Segurança Pública, ressaltou a união de todos os setores da Prefeitura, da Segurança Pública do estado e parceiros no enfrentamento às enchentes e tempestades.

“Nosso Plano de Verão foi lançado em 2017 e nós adquirimos experiência para avaliar o que deu certo. Também temos oportunidade de conhecer novas propostas inovadoras para que o plano seja aperfeiçoado e assim amenizar as incidências causadas pelos altos índices pluviométricos em nossa cidade”, afirmou o secretário.

O coordenador da Defesa Civil, Luiz Dell’Acqua, expôs vários painéis sobre a situação com as chuvas de verão e citou os casos constantes: trecho da Avenida Maria Antônia Camargo de Oliveira, a Via Expressa, sob o Terminal Central de Integração (TCI), pontilhão ferroviário da Avenida Santo Antônio, e alagamentos na região do Terminal Rodoviário de Passageiros.

A secretária de Assistência e Desenvolvimento Social, Jacqueline Pereira Barbosa, afirmou que a união com outras secretarias municipais e órgãos municipais é fundamental em situações de emergência.

“O trabalho que realizamos o ano todo nos Centros de Referência de Assistência Social é mais intenso com as chuvas de verão. Temos profissionais com experiência e preparados para atuarem em casos de emergência”, disse.

A preocupação com quedas de árvores foi mencionada pelo secretário de Meio Ambiente, José Carlos Porsani.  “Com as chuvas, temos um maior número de árvores caídas. No momento, nossa preocupação é o canteiro central da Rua Castro Alves, nos bairros Carmo e Morumbi.

O coordenador de Habitação, Alcindo Sabino, destacou a importância do programa Locação Social já implantado e com 120 famílias alojadas em residências. “Por meio do programa Locação Social poderemos também abrigar famílias, em caso emergencial, que porventura venham a ter casas inundadas e se inserirem nos critérios da lei de locação social”, sugeriu o coordenador.

EMERGÊNCIA

Em caso de emergência, o contato com a Defesa Civil é realizado pelo telefone 199 e a Guarda Civil Municipal pelo 153. E no âmbito estadual: Polícia Militar, 190, e Corpo de Bombeiros, 193.

Serviço:

Defesa Civil – 199

Guarda Civil Municipal – 153

Polícia Militar – 190

Bombeiros – 193