Início Destaques

Delegado diz que apresentação de criminoso estava negociada com advogado

Em entrevista ao repórter Tadeu Alves o delegado da DIG, Fernando Bravo, fala da prisão de um homem de 34 anos, envolvido no latrocínio ocorrido no São Geraldo, segunda-feira.

306
Delegado Fernando Bravo
Delegado da DIG, Fernando Bravo

Trabalho conjunto das Polícias Civil e Militar que prenderam os autores de um latrocínio que aconteceu em uma pequena loja de semijoias e bonés, nesta segunda-feira (20) segue elogiado nas redes sociais. As manifestações são de reconhecimento a rapidez com que – os dois criminosos foram presos.

A prisão de um deles, o menor de idade (17 anos), ocorreu na terça-feira, poucas horas após o crime no Jardim São Rafael; ele estava escondido em casa de um amigo e assustado com a chegada da Polícia Militar tentou fugir, saltando muros e se escondendo no porta-malas de um carro.

Já o segundo, após mandado de prisão expedido na manhã de ontem (quarta), foi preso no Valle Verde onde se manteve escondido na casa de uma tia. Sua apresentação já tinha sido acertada na parte da manhã entre o seu advogado e o delegado da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), Fernando Bravo.

Pouco tempo depois, já com o assaltante preso pela Polícia Militar que também estava atenta e levado para o presídio, o delegado da DIG, concedeu entrevista ao repórter Tadeu Alves, fazendo uma narrativa sobre o acordo com o advogado e os seus últimos momentos de liberdade.

A morte do jovem comerciante Rafael Augusto de Oliveira, 21 anos, proprietário da OZ Semijoias, ao lado da casa dos seus pais no bairro de São Geraldo, chocou a população e graças a agilidade policial, os assassinos estão presos.

ACOMPANHE A ENTREVISTA DE FERNANDO BRAVO CONCEDIDA AO RCIA