Início Destaques

Eduardo Bolsonaro e Bancadas do Patriota e Podemos protocolam pedido de impeachment de Edinho

Foi uma surpresa a visita de Eduardo Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, nesta segunda-feira ao município de Araraquara. O deputado federal acompanhou vereadores do Patriota e Podemos que protocolaram o pedido de impecheament do prefeito Edinho Silva na Câmara Municipal.

1433
Eduardo Bolsonaro reunido em Araraquara com bancadas do Patriota e Podemos

O deputado federal Eduardo Bolsonaro, do PSL, esteve em Araraquara nesta segunda-feira (02) para ação de entrega de cestas básicas a entidades e também se reunir com representantes do Patriota, na sede do partido. No encontro estavam presentes os vereadores do Patriota – Carlão do Jóia, Marchese da Rádio e Marcos Garrido, além do candidato a prefeito Luís Cláudio Lapena Barreto.

Em seguida, o filho de Bolsonaro se dirigiu à Câmara Municipal para em conjunto com os vereadores que atuam nas bancadas do Patriota e Podemos protocolar o que eles consideram como pedido de impeachment.

Pouco depois, Valdir Massucato, publicou em sua página nas redes sociais a seguinte nota: “Hoje vereadores do Patriota e Podemos juntamente com Dr.Lapena, Massucato, Prado e Pedro Monteiro, acompanhandos do deputado Eduardo Bolsonaro iniciarão os trâmites legais para o pedido de impeachment do Prefeito  Edinho Silva.”

Mais adiante informa que “o pedido estará fundamentado nas possíveis fraudes de superfaturamento e pagamento antecipado na compra de respiradores”.

Ao mesmo tempo a nota da oposição pede: “Pressione seu vereador para também assinar o documento”.

VINDA DE BOLSONARO

Alinhado com posições de direita, como é o caso do Patriota de Araraquara, Eduardo é conhecido pelas polêmicas juntamente com seu pai em se opor ao casamento entre pessoas do mesmo sexo e a política de cotas.

Quando era filiado ao Partido Social Cristão, disputou o cargo de deputado federal nas eleições de São Paulo em 2014, elegendo-se com 82 224 votos.

Em 2018 foi reeleito deputado federal pelo Partido Social Liberal, com 1 843 735 votos, sendo o mais votado da história do Brasil. Em 2019 foi cogitado por seu pai, o presidente da República Jair Bolsonaro, para ser indicado ao cargo de embaixador do Brasil em Washington. No entanto, não recebendo apoio do Senado Federal, ao qual caberia aprovar a indicação, desistiu de pleitear o cargo e atualmente é líder do governo na Câmara dos Deputados.