Início Destaques

Ex-Superintendente do Daae critica “entrega de água” e isenção de impostos à cervejaria

“Nossas reservas de água devem ser utilizadas com critérios ecológicos, sociais e sustentáveis”, diz Wellington Cyro de Almeida Leite

348
Prefeito Edinho durante entrega da lei que isentou Estrella Galícia de impostos

Ex-Superintendente do Daae Araraquara, o engenheiro civil, consultor e prof. Dr. na área de Saneamento Básico Wellington Cyro de Almeida Leite criticou a Câmara Municipal e a Prefeitura pelo que ele chamou de “ato absurdo” e “atitude lesa-pátria”, referindo-se à “entrega de água” e isenção de impostos à cervejaria Estrella Galícia, que anunciou um investimentos de 2 bilhões de dólares e cerca de mil empregos.

Em artigo publicado no Portal RCIA, ele diz que para cada litro de cerveja produzida, gastam-se entre 5 a 7 litros de água e que “nosso maior bem mineral é a água, um bem dos brasileiros e não de políticos e especuladores, que tentam se apossar de tudo que não lhes pertence”.

Enfático, ele acrescenta em seu texto que “nossas reservas de água devem ser utilizadas com critérios ecológicos, sociais e sustentáveis e, pela lei nº 9433/1997 – Plano Nacional dos Recursos Hídricos (PNRH) – sua prioridade é para o consumo humano e dessedentação de animais”.

Cyro reforça que a Câmara Municipal de Araraquara agiu de forma precipitada, sem discutir com a população e sem um apontamento mais acurado e abrangente de sua Comissão de Justiça.

Em sua explanação sobre o que ele chamou de “Dia da Entrega”, sobrou farpas até párea a autarquia. “O DAAE  fala em racionamento de água (inédito, por aqui), culpando uma estiagem que já estava prevista e não ocorrerá somente este ano. Água é o que não falta, como demonstra a gentileza prestada à cervejaria espanhola pela Prefeitura, associada à nossa Câmara Municipal”.

Para ler o artigo de Wellington Cyro de Almeida Leite na íntegra, clique no link abaixo:

Fica criado em Araraquara o Dia da Entrega