Home Destaques

Homem pede para ser preso depois de agredir sua ex-namorada e roubar seu carro

Surpreendente. Depois do fato, o próprio autor parou um carro da polícia e reivindicou a prisão como lugar de conforto, comida boa e banho tomado

71
O caso foi parar na Delegacia de Defesa da Mulher

Na tarde desta terça-feira (30), um caso vestido pela violência doméstica e roubo teve início, e só acabou nas primeiras horas desta quarta-feira (31), depois que o autor parou uma viatura e pediu para ser preso.

Acontece que o ex-companheiro de uma professora, foi até a escola onde ela trabalha, na Avenida Mario Hyroio Arita, no Jardim Primavera e passou a importuná-la.

A vítima, segundo as primeiras informações, mulher de 51 anos, teve um relacionamento de curto período com o autor, mas se separou por ele ser usuário de entorpecentes. A docente, após estar separada, solicitou uma medida protetiva, porém o autor não foi encontrado para receber a notificação sobre a ordem judicial, passando a ser um morador de área livre.

Por conta das importunações no local de trabalho, a Guarda Municipal foi acionada e conduziu a professora e seu ex-companheiro para a DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), onde o autor foi informado sobre a medida protetiva e após o registro do caso de importunação ser registrado, as partes foram liberadas. Ao entrar em seu veículo, que estava a três quadras da delegacia, a vítima foi surpreendida pelo autor, que invadiu seu carro e passou a agredir a professora.

Para se livrar das agressões, a vítima saiu do automóvel e o homem de 29 anos, fugiu do local roubando o veículo, com a bolsa da vítima contendo documentos e cartões bancários. A Polícia Militar foi acionada e fez buscas pela cidade na tentativa de localizar o autor e o carro roubado, um Citroen C3, cor prata. O carro foi localizado estacionado e trancado, nos predinhos do Jardim Paraiso.

Nesse período, entre o roubo e a localização do veículo, o autor efetuou uma compra utilizando um dos cartões da professora, no valor de R$ 37,00; só não conseguindo outras ações financeiras porque houve o bloqueio do cartão, e a vítima ainda teve que tratar com um estranho, sobre o pagamento do resgate do veículo, que foi recebido pelo desconhecido como parte do pagamento de uma dívida do autor.

O que chama a atenção, é que uma viatura da Polícia Militar que patrulhava as proximidades da Praça do Faveral, foi surpreendida por um homem em desespero, que pedia para ser preso, pois havia furtado e agredido sua ex-companheira, apresentando a chave do carro e cartões bancários com o nome da vítima.

Detido, ele foi levado para a delegacia de plantão, onde acabou preso em flagrante por descumprimento de medida protetiva, agressão e roubo, sendo encaminhado para a cadeia de Santa Ernestina. Os pertences foram devolvidos à vítima.