Início Destaques

Incêndio consome mais de 200 alqueires de plantio na Cabeceira do Boi

Uma das mais antigas áreas de produção agrícola da região de Araraquara foi tomada por um incêndio nesta quinta-feira. Trabalho do Corpo de Bombeiros e de Brigadistas de uma usina foi fundamental para minimizar os impactos do fogo.

152
Prejuízos ainda não foram estimados pelos produtores rurais

Pelo menos 10 homens do Corpo de Bombeiros, além de outros que são brigadistas de uma usina se desdobraram nesta quinta-feira (17) no controle de um incêndio que destruiu cerca de 200 alqueires de cana-de-açúcar na região conhecida como Cabeceira do Boi, em Araraquara. Segundo o Corpo de Bombeiros foram três horas de combate ao fogo que além dos canaviais também atingiu áreas de pastagem.

Na verdade a ação dos bombeiros e dos brigadistas impediu que o fogo se propagasse e ocasionasse prejuízos maiores como por exemplo – as matas ciliares da região. Houve também a necessidade de se irrigar a plantação impedindo que ela fosse atingida pelo calor do fogo. Para isso o Corpo de Bombeiros colocou bomba flutuante no rio que corta a mata criando um sistema de irrigação.

Imagem de desconsolo do produtor rural

A fumaça causada pelo incêndio na Cabeceira do Boi foi vista a quilômetros, disse o engenheiro agrônomo e produtor rural João Henrique de Souza Freitas ao Portal RCIA. Segundo ele, o trabalho efetuado pelos bombeiros e também os brigadistas da usina foi bastante rápido o que evitou danos maiores aos produtores.

O agrônomo, também é diretor do Sindicato Rural de Araraquara e coordenador regional do SENAR SP (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), entidades que se organizam na região de Araraquara para a realização de cursos de capacitação e formação de brigadistas que atuam pelas usinas no combate aos incêndios, comuns neste período de estiagem.