Home Destaques

Pós-graduação em Tecnologia Cervejeira impressiona alunos no Instituto de Química

Com conteúdo rico e convidados especiais, curso começa a se tornar referência na área

91
Participantes do curso em Araraquara

No mês de agosto, teve início no Instituto de Química (IQ) da Unesp, em Araraquara, o curso de pós-graduação latu sensu em Tecnologia Cervejeira, o primeiro do segmento do Estado de São Paulo. Ao longo das aulas, os alunos contam com a participação de profissionais altamente qualificados de grandes empresas do setor cervejeiro, que ministram módulos do curso juntamente com o corpo docente da Universidade.

Durante o mês de setembro, em especial, os estudantes do curso tiveram uma aula de grande relevância com um representante da Ambev, o mestre em cervejas e maltes Gerson Bueno Baragão, especialista da área pela Universidade SIBEL de Chicago e pela DOEMENS Akademie, de Munique, na Alemanha.

Profissional dos mais gabaritados

Formado em Química pela Universidade Federal do Mato Grosso, o profissional iniciou seus trabalhos no meio cervejeiro em 1995, durante a expansão da fábrica da então Cia. ANTARCTICA, em Cuiabá. Atualmente ele trabalha no Centro de Tecnologia Geral da AmBev, buscando ao redor do mundo inovações e oportunidades de melhores práticas e tecnologias para implantação nas mais diversas fábricas da empresa, visando avanços em rendimento, operacionalidade, segurança, entre outros aspectos.

Recentemente, o curso do IQ também proporcionou aos alunos outras três aulas especiais. Uma delas foi com o professor Normir Antoniazzi, que é engenheiro agrônomo e pesquisador de cevada e malte da Cia. Antarctica. Atualmente o especialista trabalha na Fundação Agrária de Pesquisa Agropecuária (FAPA) da Cooperativa Agrária de Guarapuava, no Paraná, atuando no desenvolvimento de novas cultivares, com foco em cevada cervejeira.

Aula prática no laboratório

A segunda aula foi ministrada por Alexandre Martins Esber, engenheiro químico, mestre cervejeiro pela Universidade Politécnica de Madrid e há 25 anos funcionário da AmBev, onde atualmente é Gerente Corporativo de Conhecimento e Cultura Cervejeira e professor e gestor da Academia da Cerveja AmBev.

Os estudantes do curso também tiveram uma aula com Hildon Lacerda Bitu, biólogo formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), mestre cervejeiro pelo VLB Institute Berlin, da Alemanha, e há 30 anos membro da AmBev, onde é Gerente Corporativo de Fermentos e Fermentação na América e Europa e também docente da Academia da Cerveja AmBev.

SOBRE O CURSO

O curso em tecnologia cervejeira possui formato teórico-prático, sendo a parte teórica ministrada de segunda a sexta-feira, de forma remota, e a parte prática aos sábados, em formato presencial. Durante o curso, são apresentados fundamentos para elaboração da cerveja, técnicas para alcançar a melhor formulação, testes e métricas de qualidade, boas práticas de produção, conteúdos sobre registro e regulação do produto, precificação, entre outros tópicos.

Ao final da pós-graduação, que tem duração de 8 meses, os estudantes deverão apresentar um trabalho de conclusão de curso (TCC). Os temas dos projetos já começaram a ser definidos pelos estudantes, iniciando uma cultura de pesquisa e desenvolvimento cervejeiro dentro do IQ.

Curso torna-se referência no Estado

O QUE FALAM

Confira alguns depoimentos de alunos que estão realizando o curso no Instituto:

Geraldo Francisco de Paula – Químico e funcionário da AmBev há 22 anos

“Eu ingressei no curso de Tecnologia Cervejeira na Unesp em busca de mais conhecimento para minha profissão. Quando me passaram a oportunidade de estudar na Unesp não tive dúvida, e logo me candidatei a fazer o curso. Sou uma pessoa que sempre procuro aprender cada dia mais, e estou gostando mais do curso pelo empenho dos professores que se esforçam para trazer os melhores temas para os alunos. Eu espero sair deste curso com muito mais conhecimento para buscar a excelência dentro da minha profissão. A busca incessante da cerveja perfeita”.

Saulo Barbosa – Farmacêutico, Técnico em Química e Formação em Tecnologia Cervejeira (ESCM – Blumenau)

“Busquei este curso pois além do prestígio que é estar cursando uma pós lato sensu na UNESP, sinto ainda uma necessidade de aprofundamento e aperfeiçoamento na área de cerveja, visto que os cursos existentes no Brasil a maioria são distantes de nossa região e não são para nível superior. Sobre a pós-graduação em Tecnologia Cervejeira da UNESP, fiquei muito surpreso com a qualidade do corpo docente e do conteúdo apresentado até o momento, estou muito satisfeito de estar participando desta especialização e de ter a oportunidade de compartilhar com colegas de turma e professores da estrutura física, dos laboratórios e biblioteca do Instituto de Química de Araraquara. Tenho o privilégio de adquirir conhecimento do I.Q. da UNESP, de estar participando da primeira turma de pós-graduação em Tecnologia Cervejeira através de uma instituição pública e referência em pesquisa. Posso afirmar que nesses primeiros três meses o programa apresentado no curso mostra-se robusto, maduro, completo e que nos traz reflexões e visões de desenvolvimento como profissionais da área de cervejaria muito além do que convencionalmente é abordado. Minhas expectativas em relação ao curso já vêm sendo superadas, espero exatamente o que tenho recebido: a quebra de paradigmas e contato com saberes que agregam e enriquecem o mercado nacional cervejeiro”.

Isadora Terumi Noda Dilelli – Farmacêutica

“O curso de tecnologia cervejeira é muito integrativo, ele aborda temas de diversas áreas desde a área de microbiologia até engenharia, sempre correlacionando com a indústria cervejeira. Eu comecei esse curso pois tinha interesse em ingressar na indústria, mas ao decorrer do trajeto descobri diversas áreas de atuação. Hoje sei que minha ambição é chegar até o mercado de produção de leveduras voltadas para uso cervejeiro, é uma área apaixonante. O curso tem me auxiliado demais a ter uma visão ampla de todo o processo, por isso é tão essencial para quem busca conhecimento na área de cerveja”.