Início Destaques

Quase 40% dos eleitores não aprovam mudanças ocorridas na Câmara

Enquete realizada pelo RCIA logo após as eleições e exposta para votação até o dia da posse (primeiro de janeiro) aponta que quase a metade do eleitorado não se mostrou satisfeita com a renovação.

204
Vereadores em frente à Câmara nesta sexta-feira de manhã: 39% não aprovam mudanças

Ainda que seja considerada uma renovação é verdade que nem todos os eleitores se mostram satisfeitos com as mudanças verificadas na composição da Câmara Municipal de Araraquara. Dos 18 eleitos, apenas 6 dos antigos mantiveram suas cadeiras: Thainara Faria (PT), Gerson da Farmácia (MDB), Rafael de Angeli (PSDB), Edson Hel (Cidadania), Paulo Landim (PT) e Lucas Grecco (PSL). Um que era da antiga Câmara voltou – Aluísio Braz, o Boi, que inclusive foi eleito presidente para os próximos dois anos.

Assim, 11 novatos assumem seus lugares, embora alguns deles já se tornaram velhos conhecidos das urnas pois foram candidatos em eleições passadas. Os parlamentares recém chegados representam cerca de 58% das novidades até então requeridas pela população. Pelo jeito o percentual ainda não foi do inteiro agrado.

Os novos do Legislativo são – Carlão do Jóia (Patriota), Emmanoel Sponton (Progressista), Pastor Hugo (Republicanos), Luna Meyer (PDT), João Clemente (PSDB), Filipa Brunelli (PT), Guilherme Bianco (PCdoB), Marchese da Rádio (Patriota), Marcos Garrido (Patriota), Fabi Virgilio (PT) e Lineu WL (Podemos).

De acordo com a enquete um percentual de 39% não ficou satisfeito com a renovação ocorrida; e 8% responderam que não sabem o que dizer.