Início Destaques

Técnica da Medicina Integrativa, a Acupuntura é aliada no enfrentamento da ansiedade, depressão e dores

“Junto com uma alimentação saudável e exercícios físicos, essa terapia pode produzir uma vida mais equilibrada e tranqüila”, recomenda a Dra. Simone Damasceno de Faria

139
Acupuntura é um método terapêutico chinês baseado na estimulação de certos pontos do corpo com agulha. (Foto: Divulgação)

Utilizar terapias que contribuam para saúde e o bem-estar do paciente, colocando-o no centro do cuidado. Está é a abordagem da Medicina Integrativa, cujo dia internacional é celebrado dia 23 de janeiro. Seus métodos vão além do tratamento convencional, agregando técnicas complementares que promovem melhora da qualidade de vida do paciente, o que repercute, favoravelmente, no processo de cura ou  busca por uma saúde melhor.

Um exemplo é acupuntura, método terapêutico chinês baseado na estimulação de certos pontos do corpo com agulha com o objetivo de restaurar e manter a saúde. Segundo os antigos chineses, nosso corpo é percorrido por canais (ou meridianos) por onde circulam Energia (Qi).

“Esses meridianos comunicam-se com órgãos internos (coração, pulmão, estômago…) e os pontos de acupuntura são os locais, que a partir da estimulação adequada, permitem acessar os mesmos. Desta forma a acupuntura pode auxiliar, junto com os métodos da Medicina Convencional, no tratamento de inúmeras doenças, tanto agudas como crônicas”, explica a médica acupunturista da Unimed Araraquara, Dra. Simone Damasceno de Faria.

A médica acupunturista da Unimed Araraquara, Dra. Simone Damasceno de Faria. (Foto: Divulgação)

E nesse período tão difícil que o mundo atravessa, marcado por uma pandemia devastadora de Covid-19, essa terapia pode auxiliar no tratamento de sintomas depressivos ou ansiosos que têm atormentado inúmeros pacientes que buscam ajuda médica.

É importante ressaltar que pessoas com diagnóstico estabelecido de Depressão, Transtorno de Ansiedade, Transtorno do Pânico, entre outros, podem se beneficiar do tratamento com acupuntura, sempre com o conhecimento do psiquiatra (só ele deve alterar a medicação utilizada). Ele promove um melhor relaxamento, sensação de bem-estar, melhora da qualidade de sono, entre outros efeitos.

“Indivíduos com dores crônicas ou agudas (dor nas costas, no pescoço, dores de cabeça) podem ter alívio com uso de acupuntura em associação com medicamentos, quando necessários, e também fisioterapia e atividade física. Também pode ser usada como método preventivo e, junto com uma alimentação saudável e exercícios para o corpo, pode produzir uma vida mais equilibrada e tranqüila”, recomenda a Dra. Simone Damasceno de Faria.