Início Destaques

Preço da cesta básica em Araraquara encerra o primeiro semestre 3,7% mais cara

Após quatro meses em alta, a redução registrada em junho ficou concentrada nos itens de higiene pessoal e limpeza doméstica

28
Excepcionalmente durante o mês de junho a pesquisa da cesta básica abrangeu oito supermercados da cidade

Após quatro meses consecutivos em alta, o valor médio da cesta básica em Araraquara voltou a cair durante o mês de junho. De acordo com levantamento do Núcleo de Economia do Sincomercio Araraquara, a queda foi de 0,4% em relação ao mês anterior. No acumulado do primeiro semestre de 2020, o preço médio da cesta registrou elevação de 3,7%, saindo de R$ 608,64, em janeiro, para R$ 641,99, em junho.

O resultado de queda apurado em junho foi derivado da redução observada nos segmentos de limpeza doméstica, que apresentou redução de 4,5% em comparação ao mês de maio, e higiene pessoal, que variou -2,9% no mesmo período. A categoria de alimentos, por sua vez, encerrou o mês de junho 0,4% mais cara na comparação mensal.

Dos 31 itens que compõem a cesta básica araraquarense, quatorze (45%) sofreram aumento nos preços, enquanto dezessete (55%) ficaram mais baratos. Na categoria de alimentos, as baixas atingiram 41% dos itens analisados. Já em relação aos artigos de limpeza doméstica, as quedas afetaram 75% dos produtos e na categoria de higiene pessoal, todos os itens coletados tiveram, em junho, redução nos preços.

O valor atual da cesta araraquarense já atinge 66,4% do salário mínimo líquido, estabelecido em R$ 966,62. Na comparação com o mês anterior, a parcela do salário mínimo destinada à cesta básica foi reduzida em 0,2 pontos percentuais.

Evolução mensal no preço médio da cesta básica em Araraquara – 2020

Fonte/Elaboração: Sincomercio Araraquara

Os maiores aumentos percentuais atingiram particularmente a categoria de alimentos, destacando-se o queijo muçarela (7,7%), o alho (6,8%) e o arroz (4,6%). Em contrapartida, as baixas ocorridas em junho alcançaram os três segmentos – alimentos, limpeza doméstica e higiene pessoal -, que compõem a cesta básica.

Na cetegoria de alimentos, a salsicha avulsa (-8,6%), a batata (-7,3%) e a cebola (-6,4%) registraram as maiores quedas. Já nos itens de limpeza doméstica, a água sanitária (-7,5%), o sabão em pó (-5,2%) e o detergente líquido (-2,5%) foram os que ficaram mais baratos. Por fim, o absorvente (-5,1%), o papel higiênico (-4,5%) e o sabonete em barra (-3,5%) foram os produtos de higiene pessoal que mais apresentaram redução.

Variação mensal dos itens componentes da cesta básica em Araraquara – junho/maio 2020

Fonte/Elaboração: Sincomercio Araraquara

A queda observada na inflação dos alimentos em Araraquara durante o mês de junho vai na contramão dos resultados esperados em âmbito nacional. A projeção de inflação para o período, medido pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ficou em 1,6%, segundo o Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central do Brasil na última semana de maio.

Conjuntamente, o Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), que monitora os movimentos inflacionários sobre os setores da construção civil (INCC-M), do comércio atacadista (IPA-M) e do consumo das famílias brasileiras (IPC-M), também registrou alta de 1,6% em junho de 2020.

A comparação com os resultados verificados para a cidade de São Paulo, através da análise publicada pelo Departamento Sindical de Estatísticas e Estudos Sócioeconômicos (DIEESE), dá sustentação ao prognóstico de os resultados em Araraquara são relativamente melhores que os da capital. A média de crescimento mensal da cesta básica paulistana, entre janeiro e maio de 2020, foi de 1,9%. No mesmo período, o valor mensal da cesta araraquarense aumentou, em média, 0,8%.

Nota Metodológica – A Pesquisa da Cesta Básica é uma parceria do Sincomercio Araraquara e do Núcleo de extensão em Conjuntura e Estudos Econômicos, do Departamento de Economia da UNESP/FCLAR. É realizada semanalmente em nove supermercados de Araraquara, analisando as variações de preços de 31 produtos de Alimentação, Higiene Pessoal e Limpeza Doméstica.

Excepcionalmente durante o mês de junho a pesquisa da cesta básica abrangeu oito supermercados da cidade. A inclusão de um novo supermercado que a mantenha a representatividade da pesquisa está sendo estudada pelo Núcleo de Economia.