Início Economia

Quarentena em SP: comércio poderá abrir por 6 horas, em 4 dias úteis

A opção vale para regiões que se encontram na fase 2, laranja, do Plano São Paulo, caso de Araraquara, que hoje permite somente a abertura por 4 horas, mas todos os dias. Alternativa passa a valer a partir da próxima semana, segundo Patricia Ellen (foto), Secretária de Desenvolvimento Econômico do estado

27
Patricia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico do estado

O governo de São Paulo vai dar uma segunda opção de funcionamento para os estabelecimentos comerciais autorizados a operar nas regiões do estado que se encontram na fase 2 (laranja) do plano de flexibilização da quarentena, da qual Araraquara faz parte.

Pelas regras atuais da fase 2, o comércio de rua e de shoppings podem abrir por 4 horas diárias, em todos os dias da semana, com limitação de 20% da capacidade total de clientes.

A alternativa a essas regras apresentada pelo governo paulista seria a abertura por 6 horas diárias, em 4 dias úteis, e fechando nos outros 3 dias da semana. Os 20% da capacidade de atendimento seriam mantidos.

Os empresários poderiam optar por uma das duas regras. “Com mais uma opção vamos viabilizar um melhor planejamento do comércio”, disse Patricia Ellen, Secretária de Desenvolvimento Econômico do estado, durante coletiva de imprensa realizada nesta quinta-feira, 2/07.

Segundo ela, a nova opção para a fase 2 será publicada no Diário Oficial nos próximos dias e começará a valer a partir da próxima semana.

Estão na fase 2 as regiões de São José do Rio Preto, Barretos, Araraquara, São João da Boa Vista, Campinas, Taubaté, Baixada Santista e a maior parte da Região Metropolitana.

Dentro do que o governo paulista tem chamado de retomada consciente, o estado foi mapeado em regiões que podem ser classificadas em cinco fases distintas conforme a capacidade local dos leitos hospitalares e evolução de casos de coronavírus e mortes causadas pela doença.

Na fase 1, comércio e serviços não essenciais precisam estar fechados. Na fase 5, a abertura é completa.

A cada 15 dias, as diferentes regiões terão os casos de coronavírus e a capacidade do sistema de saúde analisados. Se os números estiverem estáveis, a região é movida para a fase seguinte.

Caso as análises mostrem piora nos indicadores de alguma região, ela será movida para uma fase anterior. Ou seja, atividades serão novamente proibidas de funcionar.

As regiões e as fases em que estão