Início Destaques

Professor araraquarense é o novo presidente da LASA Brasil

Com sede na University of Pittsburgh, na Pennsylvania (EUA), a LASA é a maior associação dedicada ao estudo da América Latina

203
Professor Paulo Andrade, do Departamento de Linguística, Literatura e Letras Clássicas da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara

O professor Paulo Andrade, do Departamento de Linguística, Literatura e Letras Clássicas da Faculdade de Ciências e Letras de Araraquara, é o novo presidente da Seção Brasil da LASA – Latin American Studies Association (2020-2022). Ele assume a presidência juntamente com a professora Mónica González García, da Universidade Católica do Chile.

Com sede na University of Pittsburgh, na Pennsylvania (EUA), a LASA é a maior associação dedicada ao estudo da América Latina. Com mais de 12.000 sócios, quase 60% dos quais residindo fora dos Estados Unidos, a LASA reúne especialistas de todas as áreas e profissões que se dedicam ao estudo da América Latina em todo o mundo.

Além dos novos presidentes, Paulo Andrade e Mónica González, foram eleitos para a Seção do Brasil da LASA o tesoureiro Adam Joseph Shellhorse, professor da Temple University Philadelphia (EUA) e mais três membros do Comitê Executivo, Bárbara Inês Ribeiro Simões Daibert, professora do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas  da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), Natali Fabiana da Costa e Silva, de Teoria Literária da Universidade Federal do Amapá (UNIFAP) e Nelson Cerqueira, professor colaborador do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Direito da Universidade Federal da Bahia (UFBA).

O objetivo da Seção dentro da LASA é promover os estudos brasileiros de uma maneira interdisciplinar e de uma perspectiva transnacional. A Seção também promove um espaço a pesquisadores que desejam compartilhar seus conhecimentos e experiências sobre o Brasil. Com este fim, a LASA promove anualmente a “Brazil Section Awards” na qual uma comissão julgadora escolhe livros, artigos e teses de doutorado, para serem premiados ou receberem menção honrosa pela LASA, nas áreas de Humanidades ( Prêmio Antonio Candido) e  em Ciências Sociais (Prêmio  Sérgio Buarque de Hollanda).

“Pretendo trabalhar para o crescimento da Seção Brasil da LASA e promover o fortalecimento da área de Ciências Sociais e Humanidades, de modo geral e a área de Literatura, de modo particular, assim como trabalhar nas ações e projetos que já vêm sendo realizados, com sucesso, tal como a seleção dos prêmios da Seção Brasil”, comentou Paulo Andrade.